loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Comentário: França apurada e Equador eliminado em jogo emocionante

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

Mesmo sem qualquer golo, a partida do Grupo E entre a França, que qualificou para os oitavos de final, e o Equador, eliminado, foi, sobretudo no segundo tempo, uma das mais emocionantes do Mundial2014 de futebol.
Comentário: França apurada e Equador eliminado em jogo emocionante

Os sul-americanos, que jogaram praticamente toda a segunda parte reduzidos a 10, deram um exemplo de grande coragem e tenacidade, alinhando de igual para igual contra uma França que, apesar de praticamente apurada, não poupou os seus melhores elementos.

Mais do que nos primeiros 45 minutos, o período complementar foi cenário de futebol de ataque, velocidade e empenho, o que manteve a emoção até final, apesar de o desfecho do outro jogo do (vitória da Suíça por 3-0) obrigar aos equatorianos a vencer os franceses por dois golos de diferença.

A França, que podia dar-se ao luxo de perder, tal era a sua vantagem na diferença de golos, apresentou um “onze” com seis novidades - Bacary Sagna, Laurent Koscielny e Lucas Digne na defesa, Morgan Schneiderlin e Paul Pogba no meio campo e Antoine Griezmann no ataque.

Aos 11 minutos, o jovem Griezmann rematou da zona frontal, mas a bola passou ao lado do poste direito de Alexander Dominguez, naquele que foi o primeiro lance de perigo da partida, seguido pelo remate de Moussa Sissoko, quatro minutos depois, à figura do guardião.

O Equador conseguiu reação de registo apenas aos 41 minutos, quando Enner Valencia colocou à prova os reflexos do guarda-redes Hugo Lloris, com uma boa cabeçada, correspondida por uma melhor defesa.

O intervalo chegou sem golos e pôs termo a um período de futebol fraco e sem grande inspiração de parte a parte, apesar de uma ou outra iniciativa desgarrada.

A abrir o segundo tempo, Antoine Griezmann quase inaugurou o marcador, mas o guardião voltou a defender, tendo a bola ainda embatido na trave direita.

Pouco depois, o Equador ficou reduzido a 10 unidades, por expulsão de Antonio Valencia (50 minutos), mas nem por isso deixou de tentar o ataque, podendo mesmo ter aberto a contagem aos 54 minutos, quando Christian Noboa procurou a baliza de Lloris, mas de forma defeituosa.

Aos 61, Blaise Matuidi entrou na área, servido por Benzema, mas também ele rematou sem sucesso, fraco e à figura do guarda-redes.

Como que à vez, apesar do espaçamento temporal entre ocasiões, a França também esteve perto do golo, mas Paul Pogba, aos 74 minutos, cabeceou com pouca pontaria, já dentro da pequena área.

Michael Arroyo também não fez melhor no lado oposto, aos 81, depois de ter corrido quase meio campo com a bola, numa fase em que quase não se percebia que o Equador jogava com menos um.

Karim Benzema respondeu, dois minutos depois, mas à figura de Dominguez, que ainda defendeu um remate muito perigoso de Loic Remy a três minutos do final, e viu um “tiro” de Pogba sair poucos centímetros ao lado do seu poste esquerdo.

Programa da jornada:

Segunda-feira, 23 de Junho de 2014
Holanda - Chile, 2 - 0
Austrália - Espanha, 0 - 3
Camarões - Brasil, 1 - 4
Croácia - México, 1 - 3

Terça-feira, 24 de Junho de 2014
Itália - Uruguai, 0 - 1
Costa Rica - Inglaterra, 0 - 0
Grécia - Costa do Marfim, 2 - 1
Japão - Colômbia, 1 - 4

Quarta-feira, 25 de Junho de 2014
Bósnia - Irão, 3 - 1
Nigéria - Argentina, 2 - 3
Honduras - Suíça, 0 - 3
Equador - França, 0 - 0

Quinta-feira, 26 de Junho de 2014
Estados Unidos - Alemanha, 0 - 1
Portugal - Gana, 2 - 1
Argélia - Rússia, 1 - 1
Rep. Coreia - Bélgica, 0 - 1

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página