loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Ajax vence Benfica (1-0) e conquista a Eusébio Cup

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Quem vai vencer a Taça da Liga?

Os holandeses do Ajax venceram hoje a Eusébio Cup ao derrotar o Benfica, por 1-0, num jogo marcado pelo desperdício de uma grande penalidade por parte do futebolista Franco Jara e pelo desacerto defensivo "encarnado".
Ajax vence Benfica (1-0) e conquista a Eusébio Cup

Assente em 4-1-3-2, o Benfica, claramente a meio-gás, deu alguns sinais positivos no capítulo ofensivo, sobretudo nas jogadas pelos flancos protagonizadas por Sálvio e Gaitan, mas no sector defensivo ficou claro que o treinador Jorge Jesus terá ainda muito trabalho pela frente.

A dupla de centrais de hoje, César e Sidnei, quando pressionada e no um-para-um, tornou-se uma barreira fácil de ultrapassar, dada a falta de mobilidade dos dois jogadores, como ficou visível aos 40 minutos, quando Kishna inaugurou o marcador, depois de uma série de ressaltos, em que César ficou a ver jogar e Artur foi incapaz de segurar a bola.

Antes os "encarnados" até tiveram seis oportunidades de golo - Gaitan, aos 07 minutos, Talisca, aos 11 e aos 24, Cardozo, aos 17 e aos 32, e Sálvio, aos 20 -, mas nenhum foi capaz de "bater" o guarda-redes Vermeer.

O Ajax, em 4-2-3-1, mostrou uma interessante fase de construção, na qual Schone era claramente o motor da equipa, e os holandeses só não provocaram mais "estragos" por nítida falta de entrosamento com Klaassen e Arek Milik.

No segundo tempo, Jorge Jesus mexeu na frente de ataque, fez entrar Ola John, Jara e Derley, no meio campo trocou Rúben Amorim por João Teixeira, e pouco depois estreou Eliseu no flanco esquerdo e o avançado Bebé.

Sem Gaitan e Lima, os "encarnados" perderam a fraca chama que tiveram nos primeiros 45 minutos e pouco fizeram para incomodar a defesa holandesa, embora tivessem disposto de mais posse de bola. Ficou claro que os jogadores quiseram "mostrar serviço", mas não souberam como fazê-lo.

Aos 85 minutos, o Benfica teve oportunidade de empatar o encontro, de grande penalidade, mas Franco Jara, com um remate fraco e denunciado, permitiu a defesa de Vermeer.

Com este resultado o Benfica eleva para três as derrotas durante a pré-época, depois de ter sido batido por Sporting, na Taça de Honra da Associação de Futebol de Lisboa (onde venceu o Estoril-Praia, por 1-0), e Marselha, num particular em França.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Na Primeira Página

Pode gostar de ler