loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Automobilismo: Serras de Fafe abre Campeonato Nacional de Ralis

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Quem precisa de mais reforços para a próxima época?

O Campeonato Nacional de Ralis (CNR) de 2015 arranca na próxima sexta-feira, com o Serras de Fafe a receber, tal como em 2014, a etapa inaugural da competição, que apresenta poucas novidades significativas face a 2014.
Automobilismo: Serras de Fafe abre Campeonato Nacional de Ralis

Embora já fosse esperado face à edição anterior, a grande novidade acaba por ser a exclusão do Rali de Portugal do calendário da competição nacional, que mantém, tal como em 2015, oito etapas.

Apesar dos esforços da organização do CNR, o Rali de Portugal, que este ano volta a contar para o Campeonato do Mundo (WRC), vai realizar-se entre 21 e 24 de maio, em data muito próxima à da quarta etapa do campeonato nacional, o Sata Rallye Açores, prevista para 04 e 06 de junho, o que inviabiliza a integração da prova no CNR.

Com a saída do Rali de Portugal abre-se assim espaço para o regresso do Rali do Algarve ao calendário do CNR, depois de em 2014 ter perdido o lugar para o Rali de Castelo Branco.

Com a confirmação da prova algarvia, a realizar-se entre 07 e 08 de novembro, a competição fica equilibrada em termos de superfícies, noutra das novidades face à edição anterior, com quatro provas sobre terra e quatro sobre asfalto, pois, tal como a prova de Mortágua, o rali do Algarve viu alterada a superfície para terra.

Quanto a pontuações finais, das oito etapas do campeonato serão contabilizadas as sete melhores, mantendo-se ainda os 0,5 pontos por cada especial ganha e um mínimo de cinco provas a realizar ao longo do ano.

Para 2015, a organização deixou ainda ‘cair’ uma das regras mais polémicas introduzidas em 2014, que atribuía cinco e 10 pontos aos pilotos que participassem em sete e oito provas do campeonato, respetivamente.

Quanto a pilotos, o campeão de 2014, Pedro Meireles, ao volante de um Skoda S2000, vai iniciar a defesa do título, em Fafe, de novo ao volante de um Skoda S2000, mas este alugado à equipa italiana PA Racing.

É assim, aliás, que o vimaranense tem previsto disputar as duas primeiras etapas do campeonato (Fafe e Guimarães), esperando depois poder contar com o novo carro da marca checa, o R5, para correr as restantes seis etapas.

Contudo, a grande novidade para 2015 é o regresso, seis anos depois, de uma equipa oficial ao CNR.

A Citroen aposta em José Pedro Fontes (em 2014, ao volante de um Porsche, foi segundo classificado) para guiar o DS3 oficial, num projeto que poderá ser, a curto prazo, seguido por outras equipas.

Para prova inaugural do campeonato estão também confirmados os tricampeões Adruzilo Lopes (Subaru Impreza) e Ricardo Moura (Ford Fiesta), bem como Miguel Campos (Peugeot 208), vencedor da prova em 2002.

Quanto a João Barros, terceiro classificado do campeonato de 2014, mantêm-se, em 2015, ao volante de um Ford Fiesta.

O calendário de provas começa na sexta-feira, com o Rali Serras de Fafe, com um total de 234,19 quilómetros, dos quais 117,66 são especiais de classificação, nos quais os pilotos percorrerão troços ‘famosos’, como a Lameirinha ou o Confurco.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página

Pode gostar de ler