loading

Comentário: Brahimi e Jackson garantiram triunfo do FC Porto em Setúbal

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem merece vencer a Bola de Ouro?

Um golo de Brahimi, na primeira parte, e outro de Jackson Martinez, a acabar, garantiram hoje o triunfo do FC Porto no reduto do Vitória de Setúbal, por 2-0, na 31.ª jornada da I Liga de futebol.
Comentário: Brahimi e Jackson garantiram triunfo do FC Porto em Setúbal

O triunfo portista mantém a equipa de Julen Lopetegui na corrida ao título de campeão nacional de futebol, a três pontos do líder, o Benfica.

Por sua vez, o Vitória de Setúbal terá de esperar pelas últimas jornadas para conquistar os pontos necessários para garantir a permanência.

Na partida disputada no Bonfim, e depois de 10 minutos iniciais com o jogo repartido, o FC Porto começou a empurrar a equipa sadina para o seu meio campo, embora sem criar ocasiões de perigo para a baliza de Lukas Raeder.

O FC Porto acabou, no entanto, por inaugurar o marcador aos 15 minutos, na sequência de um jogada iniciada por Jackson, que abriu na direita para Ricardo, com este a cruzar para Brahimi inaugurar o marcador.

A vencer, o FC Porto poderia ter chegado ao segundo golo aos 17 minutos, com um remate der Quaresma, mas o guarda-redes alemão do Vitória de Setúbal conseguiu anular o lance.

Aos 30 minutos, Quaresma veio buscar jogo a meio campo e surpreendeu a equipa sadina com uma arrancada pela faixa central, colocou a bola no flanco esquerdo, mas o cruzamento acabou por se perder sem que aparecesse nenhum jogador da equipa portista para finalizar a jogada.

Brahimi reclamou uma grande penalidade aos 40 minutos, por alegada falta de Paulo Tavares, quando seguia com perigo para a baliza adversária, mas a falta, a existir, terá sido cometida fora da grande área.

O FC porto justificava plenamente a vantagem no marcador e mostrava que queria aumentar a vantagem, perante um Vitória de Setúbal que raramente conseguia chegar à baliza adversária e não criava qualquer lance de perigo.

Antes do intervalo, ainda houve tempo para remate cruzado de Ricardo, que fez a bola passar muito perto do poste direito da baliza de Lukas Raeder, e para um livre favorável à equipa sadina, em que os jogadores da casa também pediram grande penalidade, por alegada mão de Alex Sandro, mas o árbitro, um vez mais, nada assinalou.

Ao contrário do que tinha acontecido na etapa inicial, a segunda parte começou com um FC Porto que parecia mais interessado em gerir o jogo do que na procura do segundo golo.

O Vitória de Setúbal melhorou, foi equilibrando a partida e, nos últimos 15 minutos, mostrou-se mais atrevido, mas faltava capacidade aos jogadores sadinos para ameaçarem a baliza portista.

Apesar da falta de soluções da equipa sadina, no Bonfim dava a ideia de que a equipa portista se estava a pôr a jeito para o golo do empate, que só não aconteceu na sequência de um remate de cabeça de Suk, porque o guarda-redes Helton fez a defesa da noite.

O FC Porto só descansou já nos descontos, aos 90+1 minutos, com o golo de Jackson, que, isolado por Herrera, rematou rasteiro e bateu o guarda-redes Lukas Raeder, estabelecendo o resultado final em 2-0.

Programa da jornada:

Sexta-feira, 1 de Maio de 2015
V. Guimarães - Estoril, 2 - 0

Sábado, 2 de Maio de 2015
Gil Vicente - Benfica, 0 - 5
Sporting - Nacional, 2 - 0

Domingo, 3 de Maio de 2015
Marítimo - Arouca, 1 - 1
Penafiel - Académica, 0 - 0
Boavista - Moreirense, 3 - 1
V. Setúbal - FC Porto, 0 - 2

Segunda-feira, 4 de Maio de 2015
Belenenses - Rio Ave, 1 - 3
Paços Ferreira - Sp. Braga, 2 - 2

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página