loading

Jogos Europeus: Futebol de praia com bronze sofrido, mas merecido

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Quem merece vencer a Bola de Ouro?

A seleção portuguesa de futebol de praia conquistou hoje a medalha de bronze nos I Jogos Europeus, em Baku, após triunfo suado sobre a Suíça, com ‘sustos’ e por tangencial 6-5.
Jogos Europeus: Futebol de praia com bronze sofrido, mas merecido

Depois de uma fase de grupos em que a equipa de Mário Narciso recuperou de desvantagens de dois/três golos para vencer sempre (deu a volta a 2-4 com esta mesma Suíça para ganhar por 6-5), a ‘equipa das quinas’ parecia que ia desperdiçar uma vantagem de 4-1, mas, quando se encontrou em desvantagem 5-4, Nuno Belchior teve ‘arte’ para dar a volta e dar um merecido pódio a Portugal.

Recuperar animicamente do jogo da véspera - derrota imerecida, por 2-1, frente à campeã do mundo, a Rússia – foi um dos desafios da equipa que, quando parecia perder-se, soube unir-se no momento decisivo.

Portugal entrou empenhado em mostrar que a ‘final de consolação’ era um erro - merecia lutar pelo ouro - e no primeiro período dispôs de várias oportunidades para alicerçar vantagem, porém cometeu os mesmos pecados de finalização da meia-final com a Rússia.

O desperdício apenas não apanhou Belchior que, deixado sem marcação, apontou o único golo do primeiro período (07 minutos).

No segundo tempo, a situação inverteu-se, já que a eficácia foi superior ao caudal de futebol apresentado, embora as distrações de marcação tivessem permitido dois golos na imediata resposta aos tentos lusos.

Bruno Torres (13), de cabeça, e Jordan Santos (21) e Alan (22), com remates ‘defensáveis’, levaram Portugal até aos quatro golos, mas com respostas intercaladas de Philipp Borer (13) e Sandro Spaccarotella (22), cujos fortes remates deixaram o resultado em 4-2 no final do segundo período.

A nove minutos do fim, com Portugal a pausar o ritmo de jogo, aparentemente controlado, o ‘capitão’ Madjer facilitou na defesa e o seu alívio foi contra Moritz Jaeggy, com a bola a fazer ‘chapéu’ perfeito a Elinton, adiantado.

Segundos depois, Bruno Novo cometeu falta para grande penalidade e Philipp Borer empatou, antes de Noel Ott, no minuto seguinte, colocar os helvéticos pela primeira vez em vantagem (5-4).

Quando as expressões dos lusos perdiam vigor, Belchior (31), de livre, empatou e segundos depois, de ‘bicicleta’, recolocou a equipa em definitivo na frente e colocou Portugal na rota da sua décima medalha nos Jogos Europeus, terceira de bronze.

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página