Crónica: Turquia regasta orgulho com vitória sobre Republica Checa

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

A seleção turca resgatou o orgulho e venceu hoje a Republica Checa por 2-0, em jogo do grupo D do Euro2016 de futebol, o que lhe confere algumas hipóteses de obter um lugar nos oitavos de final.
Crónica: Turquia regasta orgulho com vitória sobre Republica Checa

Os turcos inauguraram o marcador logo aos 10 minutos, a culminar uma entrada forte no jogo que contrastou com a apatia dos checos, por Burak Yilmaz, e voltaram a marcar já na segunda parte, aos 65 minutos, por Ozan Tufan.

Depois de duas derrotas frente à Croácia e à Espanha, duas das seleções mais fortes deste Europeu, a seleção turca meteu-se em brios para resgatar o orgulho da nação e encarou o jogo frente à República Checa com uma atitude excecional que fez a diferença e esteve na base da vitória.

Os checos, mais dotados atleticamente, não se aproximaram sequer da garra, da entrega, da disponibilidade total para a luta que os jogadores turcos mostraram e que lhes permitiu ganhar frequentemente os duelos individuais.

De resto, os turcos entraram a todo o gás, o que contrastou com uma certa apatia dos checos, e chegaram ao golo bem cedo, aos 10 minutos, através de Burak Yilmaz, o que reforçou a confiança dos seus jogadores e colocou pressão no oponente.

A Turquia sentiu-se quase sempre confortável no seu 4x2x3x1, a defender com um bloco médio/baixo, porque a seleção checa revelou uma confrangedora falta de criatividade no ataque, com jogadores ‘duros de rins’, incapazes de ganhar um lance de 1x1 e praticando um futebol muito direto que beneficiava a defesa turca, posicionada de frente para a bola.

A melhor oportunidade dos checos aconteceu aos 30 minutos, com Kaderabek a falhar a emenda ao segundo poste, depois de um desvio de cabeça de Borek Dockal, ao cruzamento de Tomas Necid.

Na segunda parte, os checos jogaram sempre contra o tempo e a pressão de marcar o mais cedo possível retirou-lhes ainda mais o discernimento, que se repercutiu no futebol afunilado e previsível que se acentuou com a entrada do ponta de lança Milan Skoda, a partir dos 57 minutos, e o sacrifício do médio defensivo David Pavelka.

Era o tudo ou nada do selecionador Pavel Vrba, mas a verdade é que a Turquia passou a dispor de imensos espaços na costas da defesa checa, muito subida e exposta, que podia ter explorado mais do que o fez e, quiçá, obter uma vitória mais volumosa.

Programa da jornada:

Domingo, 19 de Junho de 2016
Suíça - França, 0 - 0
Roménia - Albânia, 0 - 1

Segunda-feira, 20 de Junho de 2016
Eslováquia - Inglaterra, 0 - 0
Rússia - País de Gales, 0 - 3

Terça-feira, 21 de Junho de 2016
Ucrânia - Polónia, 0 - 1
Irlanda do Norte - Alemanha, 0 - 1
Croácia - Espanha, 2 - 1
Rep. Checa - Turquia, 0 - 2

Quarta-feira, 22 de Junho de 2016
Islândia - Áustria, 2 - 1
Hungria - Portugal, 3 - 3
Suécia - Bélgica, 0 - 1
Itália - Rep. Irlanda, 0 - 1

Siga-nos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no Youtube.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página