loading

Tiago Fernandes: «Dignificámos o futebol português»

Últimas Notícias

Mais vistas

Facebook

Sondagem

Quem vence a Bola de Ouro France Football 2018?

Declarações de Tiago Fernandes (treinador interino do Sporting) após o jogo com o Arsenal (0-0), relativo à quarta jornada do grupo E da Liga Europa em futebol.
Tiago Fernandes: «Dignificámos o futebol português»

«Nós sabíamos do poderio da equipa do Arsenal, sabíamos o que têm feito até aqui, sabíamos o que é que as equipas que vêm jogar a este estádio têm feito.

O mais importante para nós foi estarmos focados no nosso trabalho, na nossa tarefa, no nosso plano de jogo. Conseguimos fazer uma excelente partida, dignificámos o futebol português, dignificámos os jogadores do Sporting Clube de Portugal. Esse era o nosso objetivo, numa competição tão prestigiante.

Com uma estratégia bem definida, bem elaborada, sabíamos que o adversário era complicado e difícil, com muita qualidade individual e coletiva. Mas os nossos jogadores estiveram fantásticos e interpretaram na perfeição o que pretendíamos. Acabámos por ser felizes.

Não conseguimos os três pontos, que era aquilo que mais queríamos, mas levámos um ponto e com essa estatística [primeira equipa portuguesa a pontuar na casa do Arsenal em 27 anos], acaba por ser positivo.

Em termos de oportunidades, o jogo não foi muito rico, porque foi muito equilibrado. Tanto uma como a outra equipa prepararam-se bem, protegeram-se bem. Penso que nós estivemos sempre com a nossa estratégia bem definida e o Arsenal, numa ou noutra situação, teve perigo na nossa baliza. Penso que quando saíamos na transição, poderíamos em alguns momentos ter conseguido mais perigo.

Eu vou orientar a equipa até ao Chaves e depois o Sporting irá esclarecer tudo, as pessoas da direção. Quanto à minha pessoa, já disse que estou super tranquilo, estou aqui para demonstrar que sou sempre útil ao clube. Faço-o desde que entrei nesta casa, com muito trabalho e dedicação. São muitas horas por dia a trabalhar, não só em prol destes jogadores, mas também deste clube. Independentemente do que venha a ser o futuro, eu estou a pensar já no jogo com o Chaves, preparar a equipa para dar uma boa resposta aos adeptos. Quero dar-lhes já uma vitória no domingo contra o Chaves e depois o campeonato para e a direção irá esclarecer tudo, porque são as pessoas indicadas para o fazer e não eu.

[Marcel Keiser] É um treinador que trabalhava no estrangeiro, não tenho muito a adiantar. Não o conheço pessoalmente, conhecerei certamente e irei falar com ele.

É fácil encaixar um jovem numa equipa recheada de tantos jogadores de qualidade. Eles também sabem que o Miguel pode ajudar, como há outros que podem ajudar. Não só o Miguel, mas outros que ficaram em Lisboa e treinaram muito bem ontem e hoje. Merecem um lugar na equipa e estão a trabalhar todos os dias para merecer. O Miguel Luís, já o conheço desde os 15 anos. Um dia eu perguntei-lhe qual era o sonho dele, ele disse que era jogar na equipa principal do Sporting. Eu disse, eu também, um dia vou treinar a equipa principal do Sporting, e havemos de lá chegar os dois juntos».

Siga-nos no Facebook, no Google+ e no Twitter.

Pode gostar de ler

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página