loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

SAD do Belenenses pede 1.000 euros se o clube se autointitular campeão

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Quem tem o adversário mais acessível nas competições europeias?

O Belenenses revelou esta quinta-feira a lista integral dos pedidos judiciais requeridos pela SAD, entre os quais impedir o clube se autointitule campeão nacional na temporada 1945/46.
SAD do Belenenses pede 1.000 euros se o clube se autointitular campeão

Depois de na véspera clube e SAD terem esgrimido argumentos através de comunicados, a direção liderada por Patrick Morais de Carvalho voltou a ripostar, desta feita divulgando, em novo comunicado, os detalhes da última ação judicial interposta pela sociedade que gere o futebol profissional dos ‘azuis'.

"De entre os diversos pontos, destacamos, por pitoresco, o inusitado pedido de que o clube seja impedido de comunicar que foi campeão nacional de futebol na época 1945/46 sob pena de ter de pagar 1.000 euros por dia à referida sociedade", pode ler-se no comunicado.

De resto, no oitavo ponto do documento entregue em tribunal a SAD pede condenação para o clube caso este declare ainda, publicamente, ter vencido três edições do antigo Campeonato de Portugal, três da Taça de Portugal, 12 da Taça de Honra de Lisboa e "ter inaugurado o Estádio Santiago Bernabéu, num jogo com o Real Madrid, a convite deste".

Da mesma forma, as referências a Matateu, enquanto futebolista mais consagrado da história do emblema lisboeta, apenas devem indicar que o exaltam "a título de clube fundador daquela sociedade identificando-a pela sua firma completa".

Na quarta-feira tinham sido divulgadas, pelo clube, outras pretensões da SAD do Belenenses que constam desta ação judicial, entre as quais deter em igual medida com o clube o património histórico e desportivo, e impedir o clube de disputar qualquer competição profissional de futebol.

A Codecity Sports Management, de Rui Pedro Soares, adquiriu a maioria do capital da SAD em 2012 e o Belenenses ficou com uma participação de 10%. Desde então, vigorava um protocolo assinado por ambas as entidades, que cessou no dia 30 de junho, após o qual o clube anunciou a inscrição de uma equipa de futebol sénior, que está a competir nas divisões distritais de Lisboa.

Já a equipa profissional de futebol, que disputa a I Liga portuguesa, deixou o Estádio do Restelo no início desta época, passando a jogar no Estádio Nacional, em Oeiras, sendo que a SAD acusou a direção do clube de a ter despejado do Restelo.

Siga-nos no Facebook, no Google+ e no Twitter.

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página

Pode gostar de ler