loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Mundial clubes: Real Madrid procura histórico ‘tri’, com River Plate à ‘espreita’

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Quem tem o adversário mais acessível nas competições europeias?

O Real Madrid, detentor do título e principal favorito, vai procurar tornar-se a primeira equipa a vencer por três vezes seguidas o Mundial de clubes de futebol, que arranca na quarta-feira, nos Emirados Árabes Unidos.
Mundial clubes: Real Madrid procura histórico ‘tri’, com River Plate à ‘espreita’

Abu Dhabi e Al Ain voltam a receber os encontros da competição intercontinental, que conta também com os argentinos do River Plate, recém-consagrados vencedores da Taça Libertadores e os principais concorrentes dos ‘merengues’ à conquista do troféu.

Os atuais campeões europeus e sul-americanos só entram em ação nas meias-finais, marcadas para 18 e 19 de dezembro.

A prova inicia-se na quarta-feira, com a disputa do ‘play-off’, que vai opor o anfitrião Al Ain aos neozelandeses do Team Wellington, sendo que o vencedor desta partida vai jogar com os tunisinos do Espérance de Tunis, na ronda seguinte, que já tem marcado o confronto entre os japoneses do Kashima Antlers e os mexicanos do Chivas.

A prova nunca ‘fugiu’ a europeus e sul-americanos, mas, em 2016, os nipónicos do Kashima Antlers estiveram muito perto do ‘escândalo’, ao chegarem à final e caírem apenas face ao Real Madrid no prolongamento (4-2).

Já sem o contributo do português Cristiano Ronaldo, que anotou o único tento da final do ano passado (1-0), perante os brasileiros do Grémio, o Real Madrid pode tornar-se no primeiro emblema a conseguir três conquistas seguidas na prova, tanto no atual formato, de Mundial de clubes, como no anterior, a Taça Intercontinental, que se disputou entre 1960 e 2004.

O conjunto madrileno ocupa, atualmente, o quarto lugar da Liga espanhola, a cinco pontos do líder e rival FC Barcelona, depois de um arranque de época em que deixou muito a desejar e que originou a troca no comando técnico, com Julen Lopetegui a ser rendido pelo antigo futebolista dos ‘merengues’ Santiago Solari.

Com seis títulos mundiais no currículo, três dos quais na versão Taça Intercontinental, os ‘merengues’ vão tentar dar sequência aos triunfos de 2016 e 2017, o que lhes permitirá ‘descolar’ do ‘Barça’, que também conta com três troféus (2009, 2011 e 2015) na ‘era’ Mundial de Clubes.

Além do Real Madrid, que venceu a primeira edição da Taça Intercontinental, em 1960, a edição deste ano conta apenas com outro vencedor da prova, o River Plate, que levantou o troféu em 1986, numa decisão diante dos romenos do Steaua de Bucareste (1-0).

Os argentinos chegam aos Emirados Árabes Unidos impulsionados pela conquista na Taça Libertadores, perante o rival Boca Juniors (2-2 na primeira ‘mão’ e 3-1 na segunda). O segundo jogo acabou por ser disputado no Estádio Santiago Bernabéu, em Madrid, na sequência dos incidentes que antecederam a partida que iria disputada no Monumental de Nuñez, ‘casa’ do River.

O Real Madrid tem estreia marcada para dia 19 de dezembro, perante Kashima Antlers ou Chivas, enquanto na véspera o River Plate terá pela frente Al Ain, Team Wellington ou Espérance de Tunis, na primeira meia-final da competição.

Siga-nos no Facebook, no Google+ e no Twitter.

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página

Pode gostar de ler