loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Crónica: Aves e Guimarães empatam num encontro disputado sob chuva intensa

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Quem tem o adversário mais acessível nas competições europeias?

O Desportivo das Aves e o Vitória de Guimarães empataram hoje 1-1, para a 13.ª jornada da I Liga, proporcionando um jogo interessante apesar das más condições do relvado.
Crónica: Aves e Guimarães empatam num encontro disputado sob chuva intensa

Os golos surgiram em momentos de superioridade das equipas adversárias, com o Vitória a adiantar-se no marcador por Alexandre Guedes, aos 15 minutos, na recarga a um remate seu devolvido por André Ferreira, respondendo o Aves por Mama Baldé, aos 34, num lance em que Douglas não ficou isento de responsabilidades.

O Vitória chegou às Aves no melhor momento da época, com três vitórias consecutivas, num registo absoluto de sete jogos sem perder, e Luís Castro repetiu o ‘onze' dos últimos encontros, com destaque para a colocação no ataque do ex-avense Alexandre Guedes, que prescindiu dos festejos no golo inaugural.

O tento surgiu de um lance desenhado na direita, corredor preferencial na primeira parte, envolvendo Sacko e Matheus Oliveira, autor do centro, e revelou eficácia total da formação minhota, surpreendida pela boa entrada no jogo do Aves.

O relvado pesado, a antecipar dificuldades para os vários jogos que se avizinham, pedia uma adaptação das equipas e um futebol mais simples, o que desde logo criou um novo obstáculo ao jogo mais trabalhado do Guimarães, muito pressionado logo na fase de construção.

A maior velocidade dos locais, com Fariña e Mama Baldé, ambos de regresso ao ‘onze', em plano de evidência, podia ter dado resultados logo aos 13 minutos, mas Douglas compensou a má abordagem de Wakaso no lance e levou a melhor sobre Fariña e, na recarga, face a Amilton.

Contra a corrente, no primeiro ataque organizado, o Vitória adiantou-se no marcador e virou a tendência do jogo a seu favor. Osório podia ter feito o segundo, logo a seguir, após saída em falso de André Ferreira, que se redimiu, depois, em remates de Tozé e de Matheus Oliveira, este último numa altura em que o Aves já tinha alcançado o empate, o que aconteceu aos 34 minutos.

Nildo cruzou da direita e Mama Baldé, num movimento em diagonal, ganhou posição a Sacko e antecipou-se a um surpreendido Douglas.

Na segunda parte, com o vento pelas costas, o Aves conseguiu ter mais bola e aproximações junto da área contrária, acabando por justificar o empate, apesar dos lances de maior perigo terem pertencido aos minhotos, incluindo um remate ao ‘ferro' de Tozé, aos 83 minutos, na sequência do lance mais polémico do jogo, envolvendo Welthon e André Ferreira na área do Aves.

Com este resultado, o Vitória de Guimarães segurou o quinto lugar, agora com 22 pontos, enquanto o Desportivo das Aves, derrotado nos dois últimos jogos, subiu, provisoriamente, ao 14.º posto, com 11.

Programa da jornada:

Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2018
Portimonense - V. Setúbal, 3 - 1
Sp. Braga - Feirense, 4 - 0

Sábado, 15 de Dezembro de 2018
Desp. Chaves - Moreirense, 1 - 2
Boavista - Tondela, 2 - 0
Desp. Aves - V. Guimarães, 1 - 1
Santa Clara - FC Porto, 1 - 2

Domingo, 16 de Dezembro de 2018
Rio Ave - Belenenses SAD, 2 - 2
Marítimo - Benfica, 0 - 1
Sporting - Nacional, 5 - 2

Siga-nos no Facebook, no Google+ e no Twitter.

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página

Pode gostar de ler