loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Luís Castro: «Ficámos aquém do objetivo que era ganhar»

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Até onde o Benfica vai chegar este ano na Liga Europa?

Declarações de Luís Castro, treinador do Vitória de Guimarães, após o jogo frente ao Benfica da 18.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, que terminou com um triunfo das 'águias', por 1-0.
Luís Castro: «Ficámos aquém do objetivo que era ganhar»

"Foi um jogo dominado pelo Vitória. Esse equilíbrio existiu no resultado até poucos minutos do fim. Depois, o Benfica desequilibrou-o a seu favor.

Ao longo da primeira parte, dominámos por completo, pressionando alto o Benfica. Não os deixámos sair com a tranquilidade do último jogo [para a Taça de Portugal]. Tivemos, na primeira parte, três oportunidades de golo. A segunda parte pautou-se pelo mesmo, tivemos a lesão do Osorio, e as estatísticas equilibraram-se. O Benfica fez mais remates aí. Foi uma boa exibição da nossa parte, mas ficámos aquém do objetivo, que era ganhar.

Quando dominamos e criamos condições para ganhar, custa sempre [perder]. O nosso modelo de jogo esteve todo lá. Conseguimos uma circulação forte e atacar por todos os corredores. Fizemos remates de fora da área e cruzamentos. Bloqueámos a construção do Benfica. Faltou realmente o golo. É uma fotocópia do resultado do último do jogo. Pensamos que [o resultado] é uma injustiça em função do que produzimos, se bem que, no futebol, a justiça se faça de golos.

(Muitos resultados por 1-0, nos jogos do Vitória) [Prova] a eficácia de quem defende e a ineficácia de quem ataca. Eu estou preocupado com a situação [poucos golos marcados], mas estaria muito mais preocupado se a equipa não produzisse oportunidades.

Hoje, estivemos mais eficazes até ao momento de finalização, mas não na finalização. Talvez seja [uma questão de ansiedade]. No jogo, o Benfica tem a situação de golo e uma outra depois do golo. E tem um lance do João Félix, antes. Englobámos toda a equipa no momento defensivo e no momento ofensivo, mas os resultados estão aquém. Estamos na luta pela Liga Europa, mas preocupa-nos os poucos golos feitos."

Siga-nos no Facebook, no Google+ e no Twitter.

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página

Pode gostar de ler