loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Taça da Liga: Quatro 'grandes' cumprem 'desígnios' da organização

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Até onde o Benfica vai chegar este ano na Liga Europa?

Benfica, FC Porto, Sporting e Sporting de Braga, que será o anfitrião, cumpriram os ‘desígnios’ da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) e vão disputar a ‘final four’ da Taça da Liga.
Taça da Liga: Quatro 'grandes' cumprem 'desígnios' da organização

Moldada à medida dos melhores, que só entram na terceira fase, são separados pelos quatro grupos e cumprem, todos, dois jogos em casa e só um fora, o último, a edição 2018/19 decorreu sem surpresas e terá as meias-finais ‘desejadas’.

Em Braga, estará o anfitrião e os três ‘grandes’, que se reúnem pela terceira vez nas meias-finais, repetindo as edições de 2008/09, então com o Vitória de Guimarães, e 2009/10, ao lado da Académica. O Benfica venceu ambas.

Será a 10.ª meia-final do Benfica e a oitava do FC Porto, que se defrontam no primeiro jogo, na terça-feira, e a sexta de Sporting e Sporting de Braga, os protagonistas, na quarta-feira, do segundo encontro de acesso à final.

Apesar de o ‘guião’ ter sido seguido, os quatro ‘grandes’ não tiveram facilidades na terceira fase, a de grupos, só garantindo todos o apuramento na derradeira ronda, à qual chegaram em posições diversas.

No Grupo A, o Benfica, que havia vencido em casa o Rio Ave (2-1) e o secundário Paços de Ferreira (2-0), chegou ao reduto do Desportivo das Aves necessitado apenas de empatar e conseguiu-o (1-1), mas depois de estar a perder.

Um golo do suíço Seferovic, aos 70 minutos, já depois de Mama Baldé adiantar os locais em plena segunda parte, qualificou os ‘encarnados’, no que acabou por ser o penúltimo encontro da ‘era’ Rui Vitória na Luz.

O Sporting de Braga, que na época passada falhara a ‘final four’, a primeira em sua casa, desta vez não deu hipóteses, no Grupo B, que arrancou com um triunfo por 2-1 sobre o Tondela, com reviravolta, e uma goleada (5-0) ao Nacional.

Na terceira ronda, os ‘arsenalistas’ até podiam perder, face a uma grande vantagem sobre o Tondela na diferença de golos, mas não facilitaram e golearam o Vitória de Setúbal por 4-0, no Bonfim. Foram a única equipa com o pleno de triunfos.

No Grupo C, o FC Porto, único ‘grande’ sem títulos na prova, começou mal, com um empate caseiro (1-1) perante o Desportivo de Chaves, ao qual se seguiu um ‘obrigatório’ triunfo caseiro (4-2) perante o ‘secundário’ Varzim.

Os ‘dragões’ estavam obrigados a vencer fora o já eliminado Belenenses e também tinham de esperar que o Desportivo de Chaves não ganhasse por muitos ao Varzim. O 2-1 dos portistas e o 3-1 dos flavienses acabaram por apurar os ‘dragões’ à tangente, pelos golos marcados (7-4 contra 5-2).

Quanto ao Sporting, arrancou o Grupo D com um convincente 3-1 na receção ao Marítimo, mas depois ‘despistou-se’ na receção ao ‘secundário’ Estoril Praia (1-2), resultado que conduziu ao despedimento de José Peseiro.

Os ‘leões’ ainda ficaram com o apuramento nas mãos e conseguiram-no, já sob o comando do holandês Marcel Keizer, com um 4-1 no reduto do Feirense. Acabaram com os mesmos seis pontos do conjunto de Santa Maria da Feira e dos ‘canarinhos’, mas com melhor diferença de golos.

À falta de surpresas nas tabelas finais, o triunfo do Estoril Praia em Alvalade, selado com um tento do brasileiro Sandro Lima e um autogolo de André Pinto, acabou por ser o momento mais surpreendente da fase de grupos.

Quanto às fases anteriores, destaque, na segunda, para o Varzim, única equipa da II Liga a afastar uma do escalão principal, o Moreirense, com um triunfo por 2-0, e ainda para o Tondela, vencedor por 2-0 em Guimarães.

Na primeira fase, só com cinco jogos, todos entre equipas da II Liga, destaque para o facto de três terem sido resolvidos no desempate por grandes penalidades, numa prova que não contempla prolongamentos.

Siga-nos no Facebook, no Google+ e no Twitter.

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página

Pode gostar de ler