loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Carlos Queiroz deixa seleção do Irão após eliminação na Taça Asiática

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Quem tem o calendário mais difícil até final da temporada?

O treinador português Carlos Queiroz disse hoje que vai deixar a seleção de futebol do Irão, após a eliminação nas meias-finais da Taça Asática, derrota com o Japão (3-0), a “última etapa” no cargo.
Carlos Queiroz deixa seleção do Irão após eliminação na Taça Asiática

“Esta foi a minha última etapa aqui”, atirou o técnico, em conferência de imprensa, na qual fez ainda referência à música 'My Way' (À minha maneira”, em tradução livre), de Frank Sinatra, destacando o papel que teve no futebol iraniano ao longo de oito anos.

Segundo Queiroz, o mais importante "é o legado" que deixa. "Muitos jogadores passaram a jogar na Europa, e penso que há um futuro brilhante para o futebol iraniano se continuarem no bom caminho”, destacou.

O técnico luso mencionou ainda as “muitas coisas” que conseguiu para a seleção, como um centro de performance ou um “campo onde treinar”, além de ter ajudado a criar “uma base” e “uma geração de jovens”, que podem manter o nível do futebol alcançado.

Em entrevista à agência noticiosa France Presse, em 18 de janeiro, Queiroz confirmou o convite da Colômbia para orientar a seleção sul-americana, que vai disputar no verão a Copa América, dizendo estar “honrado e orgulhoso” pela possibilidade.

O Japão eliminou o Irão nas ‘meias’ com um 'bis' de Yuya Osako, aos 56 e 67 minutos, o último de grande penalidade, e um golo de Genki Haraguchi, aos 90+1.

Carlos Queiroz, à frente do Irão desde 2011, depois de ter passado também pela seleção portuguesa, disputou pela terceira vez a Taça Asiática, competição em que não passou dos quartos de final em 2011 e 2015.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página

Pode gostar de ler