loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Crónica: Sporting não resiste à expulsão de Jefferson e ‘cai’ da Liga Europa

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Quem tem o calendário mais difícil até final da temporada?

O Sporting, que viu Jefferson ser expulso na segunda parte, foi hoje eliminado da Liga Europa de futebol, ao empatar 1-1 na visita ao Villarreal, que capitalizou o triunfo alcançado na primeira mão dos 16 avos de final.
Crónica: Sporting não resiste à expulsão de Jefferson e ‘cai’ da Liga Europa

Depois do desaire por 1-0 no primeiro jogo, os ‘leões’ conseguiram empatar a eliminatória aos 45+1, através do inevitável Bruno Fernandes, só que o lateral esquerdo brasileiro iria ser admoestado com o segundo amarelo aos 50 minutos, aumentando as dificuldades da equipa de Alvalade.

Em vantagem numérica, o Villarreal conseguiu mesmo chegar ao golo do empate e que lhe garantiu a qualificação para os ‘oitavos’, aos 80 minutos, por intermédio de Pablo Fornals, sendo que, aos 90+3, Bas Dost teve no pé esquerdo uma derradeira e clara situação para levar os ‘verde e brancos’ em frente, mas falhou o remate, o golo e o apuramento.

O Sporting viu confirmado o histórico negativo nas visitas a Espanha, onde, em 17 jogos, nunca conseguiu vencer para as competições europeias. De resto, a terceira visita de uma equipa portuguesa ao El Madrigal voltou a não ser favorável, depois de o Benfica lá ter empatado 1-1 em 2005, para a Liga dos Campeões, e o FC Porto ter perdido por 3-2 em 2011, na Liga Europa.

Sem o argentino Acuña, expulso no jogo da primeira mão, em Alvalade, Marcel Keizer lançou Jefferson no flanco esquerdo, repetindo o 3x4x3 que tão bem resultou na receção ao Sporting de Braga (3-0), com Bruno Fernandes e Diaby a jogarem novamente no apoio a Bas Dost.

O sistema ‘leonino’ foi replicado pelos espanhóis, que se deram ao ‘luxo’ de deixar no banco jogadores como Iborra, Santi Cazorla e o colombiano Carlos Bacca, os dois últimos habitualmente titulares no ‘submarino amarelo’.

Apesar de ter de ir atrás do resultado, o Sporting surgiu algo expectante, esperando que o Villarreal concedesse algum espaço no setor intermédio, o que permitiu que os espanhóis tomassem conta do jogo e se aproximassem algumas vezes da baliza de Salin.

O dono das ‘redes’ do Sporting na Liga Europa viu Fornals arriscar de fora da área, mas ao lado do alvo, antes de ter de se aplicar num pontapé de Dani Raba, o mesmo sucedendo quando Llambrich fugiu pela direita e tentou surpreender o guardião francês.

Bruno Fernandes era dos poucos que procurava chamar a si a responsabilidade ‘leonina’ e seria precisamente o ‘capitão’ do Sporting a emergir - mais uma vez - como protagonista, em cima do intervalo: Ramiro Funes Mori teve um ‘deslize’ técnico e deixou a bola à mercê do médio, que só parou no momento em que bateu Andrés Fernández.

Se o golo do internacional português deu ânimo aos ‘leões’, a expulsão de Jefferson, na sequência de um lance involuntário, no arranque do segundo tempo, dificultava mais a tarefa do conjunto de Alvalade, que teve de se reorganizar num 4x4x1.

Javier Calleja esperou pouco para juntar Toko-Ekambi a Gerard Moreno no ataque e, como era expectável, o ‘submarino amarelo’ começou a tomar conta do jogo e a jogar quase em exclusivo no meio-campo do Sporting, ainda que só a 15 minutos do final voltasse a criar uma situação, quando Pedraza ficou perto de repetir o tento que marcou em Alvalade.

Contudo, o domínio dos espanhóis acabou por dar ‘frutos’, aos 80 minutos: Toko-Ekambi confirmou a aposta certeira do seu treinador e assistiu Fornals para o golo que recolocava o Villarreal na frente da eliminatória.

Pouco depois, nem Iborra nem Toko-Ekambi conseguiram acabar com as dúvidas que subsistiam, no caso do segundo graças a uma enorme intervenção de Salin.

Em tempo de compensação, o holandês Bas Dost, que poucas vezes desperdiça o que lhe é oferecido, teve a oportunidade de colocar o Sporting na próxima fase, mas não conseguiu dar o melhor seguimento a um cruzamento perfeito de Bruno Fernandes.

Programa da jornada:

Terça-feira, 12 de Fevereiro de 2019
Fenerbahce - Zenit, 1 - 0

Quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2019
BATE Borisov - Arsenal, 1 - 0
FK Krasnodar - Leverkusen, 0 - 0
Lazio - Sevilla, 0 - 1
Galatasaray - Benfica, 1 - 2
Olympiakos - Dynamo Kyiv, 2 - 2
Rapid Wien - Inter, 0 - 1
Slavia - Genk, 0 - 0
Rennes - Bétis, 3 - 3
Sporting - Villarreal, 0 - 1
Shakhtar - Frankfurt, 2 - 2
Zurich - Napoli, 1 - 3
Club Brugge - RB Salzburg, 2 - 1
Celtic - Valência, 0 - 2
Plzen - Dinamo Zagreb, 2 - 1
Malmo - Chelsea, 1 - 2

Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2019
Sevilla - Lazio, 2 - 0

Quinta-feira, 21 de Fevereiro de 2019
Valência - Celtic, 1 - 0
Napoli - Zurich, 2 - 0
Villarreal - Sporting, 1 - 1
RB Salzburg - Club Brugge, 4 - 0
Dinamo Zagreb - Plzen, 3 - 0
Frankfurt - Shakhtar, 4 - 1
Zenit - Fenerbahce, 3 - 1
Arsenal - BATE Borisov, 3 - 0
Leverkusen - FK Krasnodar, 1 - 1
Bétis - Rennes, 1 - 3
Chelsea - Malmo, 3 - 0
Benfica - Galatasaray, 0 - 0
Genk - Slavia, 1 - 4
Inter - Rapid Wien, 4 - 0
Dynamo Kyiv - Olympiakos, 1 - 0

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página

Pode gostar de ler