loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

LE: Luz verde para Benfica, luz vermelha para Sporting

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Quem tem o calendário mais difícil até final da temporada?

A segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa de futebol confirmou hoje a tendência que já se desenhava na passada semana, com o Benfica a seguir em frente e o Sporting a parar por aqui.
LE: Luz verde para Benfica, luz vermelha para Sporting

Nota de destaque também para a eliminação das duas equipas orientadas por técnicos portugueses - o Olympiacos, de Pedro Martins, e o Shakhtar Donetsk, de Paulo Fonseca.

No grupo de 16 apurados para os oitavos de final, cujo sorteio é já na sexta-feira, a variedade em termos de países é ainda forte, com 11 nações envolvidas, com ligeiro predomínio de Espanha, com três clubes, e Itália, Inglaterra e Rússia, com dois.

O Benfica chegou ao estádio da Luz com uma vantagem de 2-1 sobre o Galatasaray, obtida em Istambul, resultados que chegou para um jogo que soube gerir. Podem os turcos queixar-se de um golo mal anulado, mas também é um facto que nunca deram indicação de que poderiam 'virar' a eliminatória.

Os 'encarnados' ficam assim, depois deste 0-0, como único sobrevivente luso na Liga Europa, já que em Villareal o Sporting lutou muito, chegou a ter a eliminatória empatada, quando Bruno Fernandes marcou, no final do primeiro tempo, mas acabou por soçobrar e ficar com o empate a um golo, insuficiente para o que procurava.

Os espanhóis tinham ganhado em Lisboa por 1-0, viram-se igualados com o lance finalizado por Bruno Fernandes (45+1), mas relançaram-se depois da expulsão do 'leão' Jefferson (50), bastante contestada, chegando ao golo aos 80 minutos, por Pablo Fornals.

Fim de linha também para o Shakhtar Donetsk, um dos favoritos, treinado por Paulo Fonseca, goleado por 4-1 em Frankfurt, pelo Eintracht, depois de 2-2 na Ucrânia.

O primeiro dos golos dos germânicos foi apontado pelo sérvio Luka Jovic, jogador do Benfica que está emprestado ao Eintracht.

O Olympiacos, de Pedro Martins, com José Sá, Podence e Gil Dias no ‘onze’ inicial, perdeu por 1-0 em Kiev com o Dínamo, isto depois de 2-2 na Grécia.

Sorte diferente para os dois clubes espanhóis com portugueses no plantel, com o Valência a apurar-se e o Betis a despedir-se da competição.

O Valência, com Gonçalo Guedes, voltou a ganhar ao Celtic, agora com 1-0 após o 2-0 na Escócia. Já o Betis, com William Carvalho, não soube rentabilizar o 3-3 obtido em Rennes e perdeu em casa por 3-1.

O Inter, com Cedric Soares, que já tinha ganhado ao Rapid Viena por 1-0, brindou agora os austríacos com uma goleada de 4-0.

Além do Benfica, seguem em frente para os oitavos de final, a definir no sorteio de sexta-feira, Valência, Sevilha e Villareal (Espanha), Chelsea e Arsenal (Inglaterra), Nápoles e Inter (Itália), Zenit e Krasnodar (Rússia), Dinamo de Zagreb (Croácia), Salzburgo (Áustria), Eintracht Frankfurt (Alemanha), Dínamo de Kiev (Ucrânia), Slavia de Praga (Rep. Checa) e Rennes (França).

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página

Pode gostar de ler