loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Três ex-candidatos criticam direção do Sporting e pedem ação a Rogério Alves

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Quem tem o calendário mais difícil até final da temporada?

Os antigos candidatos José Maria Ricciardi, Dias Ferreira e Fernando Tavares Pereira criticaram a direção do Sporting e pediram atos ao presidente da Mesa de Assembleia Geral dos 'leões', Rogério Alves.
Três ex-candidatos criticam direção do Sporting e pedem ação a Rogério Alves

Em carta enviada a Rogério Alves, os três ex-candidatos, derrotados por Frederico Varandas nas últimas eleições, manifestam "profunda preocupação" e "indignação pela instabilidade que vive o Sporting Clube de Portugal, causada pela divulgação pública da auditoria de gestão ao mandato da direção de Bruno de Carvalho".

Na mesma missiva, que foi tornada pública na terça-feira, os três signatários lamentam que tenha sido tornada pública a auditoria, pedindo que se averigue como saiu para a "praça pública".

"Como é que a Direção do Sporting Clube de Portugal e da SAD, presidida pelo Dr. Frederico Varandas, permite que se divulgue na íntegra a mesma [auditoria], incluindo dados confidenciais e críticos para o negócio do nosso clube e SAD, que expõem a vida de jogadores, treinadores e funcionários?", questionam.

Para Ricciardi, Dias Ferreira e Tavares Pereira, "só uma direção completamente irresponsável permitiria que se enumerassem num relatório, que seria sempre de acesso a muitas pessoas, logo público, listagens de ordenados, valores negociados com parceiros e fornecedores, ou quaisquer outros dados pessoais e intransmissíveis que uma instituição ou um clube de bem tem de proteger".

De acordo com os ex-candidatos, os sócios dos 'leões' “manifestam em todo o lado, num ruído ensurdecedor, o seu desagrado e a sua perplexidade com esta decisão de gestão ruinosa", pedindo por isso ação a Rogério Alves.

"Ao Dr. Rogério Alves, como guardião último da vontade dos Sócios, pedimos que tome as medidas adequadas a tal situação na sequência aliás das suas declarações públicas, em que considerou 'lamentável' a forma como a auditoria ao mandato do Bruno de Carvalho foi dada a conhecer", lê-se.

Os três candidatos derrotados nas últimas eleições consideram que "esta situação em nada contribui para a unidade e tranquilidade dos sócios do Sporting, nem para o necessário investimento no clube e na sua SAD".

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página

Pode gostar de ler