loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Benfica está na final da Taça de Portugal de futebol feminino após vencer em Braga

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Quem precisa de mais reforços para a próxima época?

O Benfica carimbou hoje o apuramento para a final da Taça de Portugal de futebol feminino, ao sair vencedor no estádio do Sporting de Braga, por 4-2, na segunda mão das meias-finais, depois de ter perdido em casa no primeiro jogo.
Benfica está na final da Taça de Portugal de futebol feminino após vencer em Braga

As minhotas, líderes da I Liga, venceram em Lisboa, na primeira mão, por 2-1, mas não resistiram ao ‘vendaval' benfiquista do início do jogo: nos nove primeiros minutos, a equipa lisboeta marcou três golos e praticamente sentenciou a eliminatória.

O Benfica, que milita na segunda divisão, por ter esta época iniciado o projeto de futebol feminino, inaugurou o marcador logo aos três minutos, com Geyse a dar a melhor sequência a um excelente passe de Darlene.

Dois minutos depois, foi Darlene, com um bom ‘chapéu’ sobre Rute Costa, após passe de Ana Vitória, a fazer o segundo e, aos nove, Yasmim fez o terceiro, de livre direto.

O técnico das bracarenses, Miguel Santos, mexeu na equipa bem cedo, trocando Regina por Laura Luís, mas sem resultados.

A demonstrar grande frescura física, o Benfica não permitiu que a equipa da casa se aproximasse sequer da sua área e esteve mais perto do quarto golo, como aconteceu com Geyse, aos 21 minutos, do que as ‘arsenalistas' de reduzirem.

Daniuska surgiu no lugar de Staub após o intervalo nas bracarenses e, aos 57 minutos, ficou uma grande penalidade por assinalar contra o Benfica, por mão de Rilany Silva na área.

O Braga pressionou muito mais, mas foi o Benfica que dilatou o marcador, por Evy Pereira, isolada na ‘cara’ de Rute Costa, após grande passe de Darlene, os 62 minutos.

Quando se pensava que o jogo e a eliminatória estariam resolvidos, três minutos depois, um erro crasso da guarda-redes ‘encarnada' permitiu a Laura Luís reduzir, aos 65 minutos, e, logo a seguir, aos 66, Vanessa, de cabeça, deu esperança ao Sporting de Braga.

As minhotas lançaram-se em busca de mais golos, perante um Benfica em evidente quebra física, mas mais com o coração do que com a cabeça, e o resultado manteve-se.

O Benfica, pela primeira vez no jogo decisivo da Taça de Portugal, vai defrontar o vencedor do Valadares Gaia-Clube de Albergaria, que disputam a outra meia-final.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página

Pode gostar de ler