loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Tribunal absolve treinador José Gomes de pagar 500 mil euros ao Arouca

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Quem precisa de mais reforços para a próxima época?

O Arouca perdeu em tribunal a ação colocada ao treinador José Gomes, na qual reclamava meio milhão de euros por este não ter treinado a equipa de futebol entre 2017/18 e 2018/19, violando um contrato assinado entre as partes.
Tribunal absolve treinador José Gomes de pagar 500 mil euros ao Arouca

Um acórdão do Tribunal da Relação do Porto, consultado hoje pela Lusa, confirmou a sentença que ilibou o técnico de indemnizar o Arouca por ter rescindido unilateralmente o contrato de trabalho assinado com aquele clube, em maio de 2017.

Os juízes desembargadores entenderam que a denúncia do contrato pelo técnico se deu antes do início da eficácia do próprio contrato, não havendo por isso lugar ao pagamento da indemnização peticionada pelo clube.

O contrato entre o Arouca e o treinador José Gomes devia entrar em vigor em 05 de julho de 2017 e estabelecia que em caso de resolução unilateral e sem justa causa, o técnico ficaria obrigado a pagar 500 mil euros ao clube.

Na altura, o Arouca estava a disputar a I Liga, mas veio a acabar o campeonato no 17.º lugar, tendo sido despromovido à II Liga.

José Gomes contactou então a direção do Arouca para dizer que pretendia rescindir o contrato, porque tinha sido contratado para treinar na I Liga e não em qualquer outra divisão do campeonato nacional.

No entanto, o clube respondeu que não existia qualquer motivo para a alegada resolução com justa causa, mantendo o interesse no cumprimento do contrato.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página

Pode gostar de ler