loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Crónica: Benfica aproveita infelicidades do Rio Ave e título fica a um ponto

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Quem precisa de mais reforços para a próxima época?

O Benfica venceu este domingo o Rio Ave, por 3-2, em partida da 33.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, num resultado que deixou os ‘encarnados' a um ponto da conquista do título.
Crónica: Benfica aproveita infelicidades do Rio Ave e título fica a um ponto

A equipa de Bruno Lage, que ontem completou o seu 43.º aniversário, aproveitou algumas infelicidades do adversário para se adiantar no marcador, alicerçando o triunfo ainda na primeira parte, com os tentos de Rafa (três minutos) e João Félix (45+2).

Já no segundo tempo, o Rio Ave ainda reduziu, por Tarantini (50 minutos), mas a formação lisboeta voltou a marcar, por Pizzi (56), embora Ronan encurtasse, novamente, a desvantagem dos locais, fixando o 3-2 final, aos 84.

Com este resultado, o Benfica passou a somar 84 pontos, e só precisa de empatar na receção ao Santa Clara, numa última ronda em que o ainda campeão FC Porto, que está a dois pontos, é anfitrião do Sporting, terceiro.

Já o Rio Ave, que entrou para este jogo sabendo que já não poderia chegar a uma posição de acesso às competições europeias, fruto do triunfo do Vitória de Guimarães horas antes, caiu para o oitavo lugar do campeonato, agora com 42 pontos.

As ‘águias' surgiram neste desafio sem margem de erro, depois da vitória do FC Porto frente ao Nacional, e acabaram por protagonizar uma entrada fulgurante, adiantando-se no marcador logo aos três minutos, num cruzamento de André Almeida, que teve um infeliz ressalto em Junio Rocha, e deixou a bola a mercê da Rafa, que se limitou a encostar, perto da linha.

Os vila-condenses reagiram bem ao revés inicial e, perante um adversário que entregou a iniciativa de jogo, foram crescendo e assumindo uma postura mais dominadora, criando também as suas oportunidades.

Já depois de Gelson Dala ter ameaçado o empate, foi Nuno Santos, aos 22 minutos, na cobrança de um livre, a obrigar Vlachodimos a uma das defesas da noite, num lance que ainda resultou num canto, onde Tarantini introduziu a bola na baliza ‘encarnada', mas em fora de jogo.

Ameaçado pelo atrevimento dos nortenhos, o Benfica viu-se obrigado a ‘arregaçar as mangas' e a voltar a impor mais velocidade no seu futebol, com Pizzi a dar muito trabalho à defesa da casa.

Já no período de descontos do primeiro tempo, os vila-condenses pediram grande penalidade, numa alegada falta de Florentino sobre Gabrielzinho, que o árbitro Hugo Miguel não sancionou, dando azo a um contra-ataque letal do Benfica.

Seferovic descortinou, então, a desmarcação de Pizzi, que viu Leo Jardim sair-lhe aos pés, segurar a bola e depois largá-la, deixando-a à mercê de João Félix, que apontou o segundo, aos 45+2 minutos.

Mesmo com desvantagem mais dilatada, o Rio Ave não esmoreceu, e, tal como adversário no primeiro tempo, esteve inspirado no reatamento do desafio, reduzindo aos 50 minutos, por intermédio de Tarantini, assistido por Nuno Santos.

Com o jogo relançado, o Benfica voltou a colocar intensidade no seu futebol, recolhendo frutos dessa reação seis minutos depois, em mais um lance onde se aproveitou da infelicidade do Rio Ave.

Grimaldo insistiu num lance, aparentemente perdido, e conseguiu esboçar um cruzamento, que desviou, de novo, em Junio Rocha, entregando a bola Pizzi, que com um remate colocado assinou o terceiro golo do jogo e o 99.º da equipa no campeonato.

Ainda assim, as duas equipas não desaceleraram e, mesmo com um futebol algo precipitado, criaram mais algumas oportunidades para marcar.

André Almeida e Gelson Dala obrigaram os dois guarda-redes grandes defesas, mas acabou por ser Ronan, aos 84 minutos, ainda a impor alguma incerteza no resultado, quando, de cabeça, reduziu para os vila-condenses.

O Rio Ave insistiu nos instantes finais, mas sem a clarividência necessária para perturbar um Benfica que, com segurança, selou o valioso triunfo.

Programa da jornada:

Sexta-feira, 10 de Maio de 2019
Desp. Aves - Moreirense, 0 - 1

Sábado, 11 de Maio de 2019
Santa Clara - Feirense, 4 - 4
Portimonense - Marítimo, 3 - 2
Boavista - Sp. Braga, 4 - 2
Sporting - Tondela, 1 - 1

Domingo, 12 de Maio de 2019
Desp. Chaves - V. Setúbal, 1 - 2
V. Guimarães - Belenenses SAD, 5 - 1
Nacional - FC Porto, 0 - 4
Rio Ave - Benfica, 2 - 3

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página

Pode gostar de ler