loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Seleção de São Miguel anuncia os convocados para particular com as Bermudas

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

O Benfica foi um justo vencedor da I Liga 2018-2019?

A seleção da ilha de São Miguel vai representar a Associação de Futebol de Ponta Delgada (AFPD) numa partida de cariz particular frente à seleção das Bermudas, que será disputada na cidade de Hamilton.
Seleção de São Miguel anuncia os convocados para particular com as Bermudas

O encontro tem data marcada para dia 25 de maio e está inserido no âmbito das comemorações dos 170 anos da chegada dos portugueses àquelas ilhas.

A seleção de São Miguel fará parte da campanha de preparação das Bermudas para a fase final da Gold Cup, prova da CONCACAF que se realiza de 15 de junho a 7 de julho.

O conjunto bermudense terá como adversários no Grupo B o Haiti, a Costa Rica e a Nicarágua, naquela que é a primeira vez que atinge esta fase da competição norte-americana.

A conferência de imprensa de anúncio dos convocados, realizada hoje no auditório da AFPD, contou com a presença do presidente do organismo, Robert da Câmara, e do treinador Cláudio Abreu, que divulgou a lista de jogadores convocados. Em vez dos 18 previstos, a convocatória contou com 17 nomes, isto porque Filipe Andrade, avançado do Real SC, não recebeu autorização por parte do clube para integrar a comitiva, informação que chegou tardiamente aos responsáveis micaelenses.

De acordo com uma fonte a que o Futebol 365 teve acesso, o escolhido para o seu lugar deverá ser o avançado do Trofense João Pedro (JP).

Numa convocatória em que surgiram algumas condicionantes, ficaram de fora alguns nomes como os médios do Praiense Vitinha e Diogo Moniz, que irão disputar o Play-Off do Campeonato de Portugal e por isso não se encontram disponíveis para dar o contributo à seleção.

Lista dos 17 convocados:

Guarda-redes: Imerson Soares (SC Ideal) e Luís Almeida (Águia CD);

Defesas: Luís Soares (GD São Roque), Paulo Dinarte (SC Ideal), Accioly (CD Santa Clara), Paulo Henrique (FC Paços de Ferreira) e Rafael Benevides (SC Ideal);

Médios: Pedro Pacheco (CD Santa Clara), Minhoca (CD Santa Clara), Emanuel Costa (CD Rabo de Peixe), Manuel Câmara (Universidade de Vermont), Rui Furtado (Clube Oriental de Lisboa) e Hugo Moniz (SC Angrense).

Avançados: João Pedro Ventura (SC Ideal), Clemente (CD Santa Clara), Valter Moniz (SC Ideal) e Ricardo Varão (CD Rabo de Peixe).

O vencedor do duelo receberá da Associação de Futebol de Ponta Delgada a Taça Pauleta, 5ª edição do troféu que homenageia Pedro Pauleta, segundo melhor marcador de sempre da seleção portuguesa e principal símbolo do futebol nos Açores.

Importa recordar que a última edição deste troféu remonta ao ano de 2014, no qual a seleção dos Açores perdeu frente ao Sporting por 2-1, no Estádio de São Miguel.

Este encontro visa privilegiar o contacto entre a grande comunidade açoriana que reside na Bermuda com a sua terra de origem. Os emigrantes terão oportunidade de assistir ao jogo de uma equipa que Robert da Câmara pretende que seja uma verdadeira «embaixadora dos Açores».

No plano desportivo, o presidente da AFPD assume que o principal objetivo é apresentar uma equipa «muito competitiva» e «levar a Taça» para o arquipélago, perante uma «diáspora que é merecedora de todo o respeito».

Um dos temas mais controversos da conferência de imprensa prendeu-se com o facto de Accioly, defesa central do Santa Clara e que tem nacionalidade brasileira, fazer parte desta convocatória. Em relação à chamada do capitão do clube da I Liga portuguesa, Robert da Câmara foi perentório: «O Accioly está cá (nos Açores) por opção, portanto eu considero-o açoriano».

«O conceito de açoraniedade não é só nascer cá, é o saber estar cá. O Accioly é um indivíduo que casou e tem filhos cá e é aqui que quer continuar. O facto de alguém não nascer cá não é impeditivo de representar esta seleção», completou.

Questionado em relação a quais considera serem os principais pontos fortes da equipa micaelense, o técnico Cláudio Abreu preferiu sublinhar que o mais importante é a coesão e união do grupo de trabalho.

«Gosto de ter um grupo forte e unido e que acima de tudo os atletas sejam amigos uns dos outros. É uma convocatória de 18 jogadores, são estes que estão e que vão participar. Temos de ser fortes e unidos, porque só assim conseguiremos alcançar resultados», destacou.

A seleção de São Miguel vai cumprir dois treinos em solo micaelense nos dias 20 e 21 de maio, antes de partir para a Bermuda no dia 22. Estão ainda previstas três sessões de trabalho em território bermudense nas vésperas do encontro.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página

Pode gostar de ler