loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Centenas de adeptos protestaram contra jogadores do Chaves por descida de divisão

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Quem precisa de mais reforços para a próxima época?

Centenas de adeptos manifestaram-se contra os jogadores do Desportivo de Chaves, à chegada da equipa após a derrota em Tondela, no domingo, por 5-2, que ditou a descida de divisão na última jornada da I Liga portuguesa de futebol.
Centenas de adeptos protestaram contra jogadores do Chaves por descida de divisão

À chegada do autocarro da equipa ao Estádio Municipal Eng.º Manuel Branco Teixeira, em Chaves, após o encontro em Tondela que determinou a despromoção após três épocas consecutivas no escalão máximo, os ânimos exaltaram-se com o elevar do tom de críticas dos adeptos e a tentativa de alguns em ‘tirar satisfações’ aos jogadores.

A situação foi controlada com intervenção da Polícia de Segurança Pública (PSP) de Chaves, com o apoio de elementos de Vila Real, afastando os adeptos mais exaltados e permitindo aos jogadores saírem em segurança das imediações do estádio nas suas viaturas.

O técnico José Mota foi o último a sair das instalações com a sua equipa técnica, e deslocou-se junto dos adeptos, acabando por receber aplausos e pedidos para permanecer e devolver o clube à I Liga.

Entre críticas aos jogadores e à estrutura, os adeptos ainda aplaudiram o investidor e presidente honorário do emblema de Trás-os-Montes, Francisco Carvalho.

O Desportivo de Chaves desceu no domingo à II Liga, após a derrota por 5-2 frente ao Tondela, em encontro da última jornada da I Liga portuguesa de futebol realizado no terreno dos ‘beirões’, que com o triunfo garantiram a permanência.

Na viagem de regresso, o autocarro que transportou a equipa flaviense sofreu um acidente de viação, com um veículo ligeiro, no IP3 quando seguia em direção a Viseu, sem causar feridos mas obrigando à intervenção da Brigada de Trânsito da Guarda Nacional Republicana (GNR) e atrasando o regresso a Chaves.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página

Pode gostar de ler