loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

I Liga (balanço): Sonho europeu do Belenenses ‘esfumou-se’ entre lesões e goleadas

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Quem precisa de mais reforços para a próxima época?

O melhor desempenho do Belenenses nas últimas quatro edições da I Liga portuguesa de futebol não chegou para atingir um sonho europeu, que se foi ‘esfumando’ entre lesões e goleadas sofridas, no primeiro ano fora do Restelo.
I Liga (balanço): Sonho europeu do Belenenses ‘esfumou-se’ entre lesões e goleadas

O nono lugar, com 43 pontos, resultado de 10 vitórias, 11 derrotas e 13 empates, culminou uma época em que o Belenenses arrancou longe do seu histórico reduto, atuando no Estádio Nacional, em Oeiras, em virtude das desavenças entre clube e SAD.

Com Silas novamente ao ‘leme’, os ‘azuis’ mostraram futebol positivo, de qualidade e que chegou a ‘empolgar’ em vários momentos, como sucedeu à segunda jornada, em que apenas saíram derrotados pelo FC Porto (3-2), graças a um penálti em tempo de compensação.

Mesmo sem ganhar nas rondas seguintes, o Belenenses iria ‘abanar’ o futebol nacional, com uma vitória sobre o Benfica (2-0), no arranque da melhor série da equipa no campeonato - oito jogos sem perder - que lhe permitiu atingir o sexto lugar.

Uma derrota em Alvalade, pela margem mínima (2-1), não ‘travou’ os ‘azuis’ e, à 18.ª jornada, depois de vitórias sobre Vitória Guimarães e Nacional e um empate em Tondela, o conjunto de Silas entrou em ‘zona’ europeia, lançando expectativas sobre um eventual regresso à Liga Europa, que disputou, pela última vez, em 2015/16.

Já sem o avançado Keita, suspenso pela FIFA, e Fredy, autor de seis golos até ser transferido para os turcos do Antalyaspor, em janeiro, o técnico viu emergir Licá como principal referência ofensiva. O antigo jogador de FC Porto e Estoril Praia terminou o exercício de 2018/19 com 11 golos, o seu melhor registo numa temporada na I Liga.

Licá contribuiu para as vitórias em Braga (2-0) e sobre o Feirense (4-0), nas quais também ‘brilhou’ Kikas, jogador recrutado à equipa de sub-23 e que marcou no empate 2-2 alcançado pelos ‘azuis’ na Luz, frente ao Benfica, na 25.ª jornada.

O objetivo dos 36 pontos já estava assegurado e a manutenção estava bem encaminhada, só que, a partir deste momento, o Belenenses entrou numa ‘espiral’ negativa e, rapidamente, disse ‘adeus’ ao sonho europeu, somando nove jogos seguidos sem vencer e ficando com um leque reduzido de jogadores, em virtude das lesões que afetaram o plantel, semana após semana.

O ‘fosso’ criado para o quinto lugar acentuou-se depois do empate em Chaves (2-2), quando os ‘azuis’ enfrentaram a pior série da temporada, com quatro derrotas seguidas e 19 golos sofridos, 13 dos quais nas antepenúltima e penúltima rondas, ante Sporting (8-1) e Vitória de Guimarães (5-1), respetivamente.

No fecho de uma temporada que chegou a criar expectativas nos adeptos, o Belenenses colocou termo à série negativa e despediu-se com uma vitória caseira sobre o já despromovido Nacional, por 3-0, elevando o registo para os 43 pontos.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página

Pode gostar de ler