loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Câmara de Braga admite novo estádio no '1.º de Maio', mas referendo «é crucial»

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Quem precisa de mais reforços para a próxima época?

A câmara municipal de Braga admitiu hoje a possibilidade do Sporting de Braga construir um recinto novo no Estádio 1.º de Maio, frisando que, para isso, "é crucial" o resultado do referendo para a venda do Estádio Municipal.
Câmara de Braga admite novo estádio no '1.º de Maio', mas referendo «é crucial»

O clube liderado por António Salvador deu hoje a conhecer a intenção de "promover uma discussão alargada com os sócios a propósito da possível construção de um novo estádio", admitindo que, se a autarquia assim o "entender e cooperar", cedendo-o em definitivo", ele pode ser erigido no sítio do Estádio 1.º de Maio, que cumpre 70 anos em 2020.

Na resposta, fonte da câmara bracarense disse à agência Lusa que "esse assunto nunca foi discutido" entre as partes e que "é um facto novo", pelo que haveria muitos pormenores a serem discutidos.

"Essa vontade hoje manifestada pelo Sporting de Braga está intrinsecamente relacionada com o resultado do referendo, que é a prioridade neste momento", explicou a mesma fonte.

Em fevereiro deste ano, a câmara de Braga, liderada por Ricardo Rio, decidiu fazer um referendo local sobre a venda do Estádio Municipal de Braga, recinto construído para o Euro2004 e, desde então, ‘casa’ da equipa de futebol dos minhotos.

A mesma fonte notou que a câmara municipal de Braga não coloca à partida entraves à intenção do clube, mas frisou que "qualquer intervenção no 1.º Maio terá que respeitar todas as suas mais valias patrimoniais", lembrando tratar-se "de um monumento nacional".

O eventual novo estádio, "propriedade do Sporting de Braga, seria mais pequeno (cerca de 20.000 lugares), com uma localização central, funcional, ‘business-oriented' e adaptado às necessidades do clube e dos seus adeptos", pode ler-se num comunicado dos ‘arsenalistas'.

O referendo local que a autarquia quer realizar sobre a venda do Estádio Municipal de Braga ainda não tem data marcada, mas, intencionalmente, nunca será antes das eleições legislativas de outubro.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página

Pode gostar de ler