loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Antigos craques da seleção portuguesa brilham em encontro das estrelas

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Quem precisa de mais reforços para a próxima época?

Decorreu hoje no Porto um jogo entre antigas estrelas do futebol português e estrelas internacionais, que «brilharam» num miniestádio instalado no centro da cidade.
Antigos craques da seleção portuguesa brilham em encontro das estrelas

Do lado de Portugal alinharam Deco, Figo, Bosingwa, Maniche, Pauleta, Simão Sabrosa, Ricardo Carvalho, Vítor Baía, Hélder Postiga e Tiago Mendes. Já do lado da ‘UEFA Legends’ estiveram antigos craques internacionais como Makelelé, Van der Vaart, Larsson, Florent Malouda, Giorgos Karagounis, Philippe Senderos ou Pierre Van Hooijdonk.

Num jogo que fez relembrar o passado, os jogadores portugueses mostraram que, apesar da idade, continuam a dar espetáculo dentro das quatros linhas e a fazer vibrar o público. O resultado final foi o que menos interessou, ainda assim, os craques lusos venceram por 16-10, com golos para todos os gostos.

No final, e em clima de festa, numa antevisão ao jogo deste domingo, entre Portugal e a Holanda, a contar para a final da Liga das Nações, alguns jogadores falaram desse jogo e da importância de vencer a prova.

Vítor Baía, ex-guarda-redes do FC Porto, falou sobre a responsabilidade portuguesa na mais recente competição da UEFA para seleções.

"A responsabilidade é querer ganhar e continuar com o ciclo que começou na conquista do Europeu e pode, no domingo, ter um momento de grande importância. Depois há o prazer e a motivação de jogar pela seleção e poder ganhar o troféu. Temos expectativas altas e gostávamos que o povo português tivesse um momento de grande alegria. Estou convencido que esta geração de jogadores está preparada para isso. Portugal tem de ser consistente, funcionar como equipa e qualidade individual possa fazer a diferença e continuamos a ter, para nossa felicidade, o melhor do mundo", referiu o antigo guardião.

À margem do evento, Baía abordou ainda o mediatismo em torno de João Félix, jovem avançado que se estreou com a principal camisola de Portugal na meia-final com a Suíça.

"É um miúdo. Acho que estão a criar demasiadas expectativas e muita pressão e nós sabemos como o futebol também é pródigo em críticas. É um miúdo que está a seguir uma linha, nós também sabemos como a imprensa em Portugal funciona e os clubes têm muito importância em como são tratados, mas tem havido um excessivo foco neste jovem, que tem muito talento e muita qualidade, mas está só no início de carreira", disse ainda.

O antigo guarda-redes do FC Porto e do Barcelona aproveitou ainda para falar sobre o novo desafio de Jorge Jesus no Brasil, como treinador do Flamengo.

"O Flamengo fez uma excelente aquisição é um dos melhores treinadores do futebol português. Trabalha como ninguém, é uma pessoa muito competente, tem uma personalidade muito, especial, mas se houver uma boa relação entre o que ele quer e como os jogadores compreenderão a sua mensagem, o Flamengo tem muito a ganhar com isso", referiu.

Pauleta também falou sobre o jogo de Portugal e admitiu estar à espera "de muitos golos".

"É uma final contra um adversário muito forte, nós também estamos muito fortes, portanto acreditamos que vai ser uma grande final, esperamos que com muitos golos e que Portugal ganhe, com o apoio do nosso público, que também vai ser muito importante", disse.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página

Pode gostar de ler