loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Éder Militão sentiu-se mal e apresentação no Real Madrid termina mais cedo

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Quem precisa de mais reforços para a próxima época?

A apresentação no Real Madrid do defesa central brasileiro Éder Militão terminou hoje mais cedo do que o previsto, depois do jogador ter dado dar sinais de desconforto durante a cerimónia no Santiago Bernabéu.
Éder Militão sentiu-se mal e apresentação no Real Madrid termina mais cedo

O defesa internacional brasileiro estava a ser questionado quando ajeitou a gravata e começou a beber água, baixando a cabeça, mostrando sinais de indisposição e já sem conseguir responder à questão, dando indicações que não conseguia continuar.

Antes, e depois de ser apresentado pelo presidente ‘merengue’, Florentino Pérez, Éder Militão já tinha dito que chegava ao “melhor clube do mundo”.

“Estou muito feliz com este momento, de jogar no melhor clube do mundo”, disse o central, de 21 anos, que representou na última época o FC Porto e saiu para os ‘merengues’ por 50 milhões de euros.

Militão realizou hoje os testes médicos no hospital universitário La Moraleja, em Madrid, pouco antes de ser apresentado numa cerimónia na tribuna de honra do Estádio Santiago Bernabéu.

O defesa estava há muito anunciado como reforço para o treinador francês Zinedine Zidane, mas, após o final da época, integrou o estágio do Brasil, que no sábado conquistou a Copa América, ao vencer na final o Peru por 3-1, com o central a entrar em campo aos 77 minutos.

O defesa ainda explicou que é um jogador “polivalente” – no FC Porto tanto jogou a central, como a lateral -, e que não gosta de perder, referindo que é “muito competitivo” e que está desejoso de “trabalhar com Zidane”.

Na conferência, houve ainda oportunidade para Militão revelar que os ex-merengues Casillas e Pepe, com quem jogou no FC Porto, lhe deram alguns conselhos.

"Falaram-me da cultura, do dia a dia. Disseram-me que chegasse tranquilo, fizesse um grande trabalho e que continuasse a evoluir, para permanecer aqui [no Real Madrid]", revelou.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página

Pode gostar de ler