loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Lito Vidigal: «Não havia necessidade de ser expulso, mas há que respeitar»

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Acha que Frederico Varandas tomou a decisão certa ao despedir Marcel Keizer?

Declarações de Lito Vidigal, treinador do Boavista, após o jogo com o Paços de Ferreira (1-1), da terceira jornada da I Liga de futebol, disputado no sábado, no Porto.
Lito Vidigal: «Não havia necessidade de ser expulso, mas há que respeitar»

«A expulsão, segundo entendi, terá sido por ter saído da área técnica para dar alguma orientação. Levei um cartão amarelo e perguntei porquê. Não havia necessidade de ser expulso, mas há que respeitar.

Foi um jogo competitivo, marcámos primeiro, eles empataram e a minha equipa ficou intranquila. Era um jogo importante para nós, os jogadores estiveram mais ansiosos e pensaram um pouco que, conseguindo uma vitória, pelo menos passariam esta noite em primeiro e isso tolheu-os um pouco.

A equipa trabalhou e foi séria. Tivemos bons momentos e outros em que jogamos de cabeça quente e era importante termos sido mais racionais e seguros e procurar chegar ao golo com um pouco mais de tempo.

A vontade de ganhar era tanta que isso tolheu-nos um pouco. De qualquer forma, somámos um ponto, temos cinco pontos em três jogos e estamos há sete jornadas consecutivas a somar, o que é positivo.

Toda a gente pensou que havia possibilidade de chegar ao primeiro lugar. Só falei sobre isso ao intervalo e a única coisa que disse foi para sermos nós próprios, fazermos o nosso jogo e não pensarmos naquilo que nos podia acontecer, mas é normal que os jogadores pensem dessa forma».

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Comentários

Na Primeira Página

Pode gostar de ler