loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Crónica: RB Leipzig foi certeiro e Benfica começa mal a Liga dos Campeões

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Acha que Silas é uma boa opção para o Sporting?

O Benfica iniciou hoje a Liga dos Campeões de futebol da pior forma, com uma derrota por 2-1, em casa, perante um Leipzig que foi muito eficaz e saiu do Estádio da Luz na liderança do Grupo G.
Crónica: RB Leipzig foi certeiro e Benfica começa mal a Liga dos Campeões

O avançado Timo Werner, que marcou aos 69 e 78 minutos, deixou o Leipzig em situação confortável, mas os alemães ainda sofreram com o golo apontado por Haris Seferovic, aos 84 minutos, que acabou por não ter sequência.

No grupo G da Liga dos Campeões, o Leipzig começa na dianteira, com três pontos, enquanto o campeão português se mantém a zero, mas a beneficiar do empate entre Lyon e Zenit, por 1-1, no outro jogo do grupo.

Bruno Lage, com a colocação no ‘onze’ inicial de Tomás Tavares, Franco Cervi e Jota, em detrimento de André Almeida, Rafa e Seferovic, procurou surpreender a formação de Julian Nagelsmann na estrutura tática e construção de jogo, mas sem efeitos concretos.

Emil Forsberg começou o encontro a introduzir a bola dentro da baliza de Vlachodimos, aos sete minutos, mas o lance acabou por ser anulado por posição irregular de Timo Werner, que assistiu o médio para a finalização. O avançado alemão voltou a aparecer aos 26 minutos do encontro, mas Vlachodimos mostrou-se atento e afastou o remate para longe.

Perto do intervalo, foi tempo de o Benfica procurar a baliza de Gulácsi, num livre cobrado por Pizzi, em que Raúl de Tomás cabeceou para defesa apertada do húngaro.

No início do segundo período, Vlachodimos voltou a mostrar-se atento e desfez o perigo após remate de Werner, seguindo-se nova intervenção do guarda-redes grego na linha, a impedir uma oportunidade de Yussuf Poulsen.

Aos 51 minutos, Raúl De Tomás progrediu no terreno, mas rematou ao lado da baliza de Gulácsi. Dez minutos depois, após recuperação de Franco Cervi, o espanhol assistiu Pizzi, mas o médio português atirou à figura do guarda-redes húngaro.

Com Bruno Lage suspenso e a assistir à partida na bancada do Estádio da Luz, o Benfica procurou a vantagem, mas foi o Leipzig que acabou por desfazer o nulo, graças a Timo Werner, aos 69 minutos, que resgatou uma bola perdida à entrada da área e atirou para o primeiro golo do encontro.

A 20 minutos do apito final, Grimaldo, de livre direto, atirou para defesa de Gulácsi, mas este esteve atento e defendeu o lance de bola parada. Poucos minutos depois, Taarabt entregou a Cervi, que teve nos pés a grande ocasião da partida, mas o argentino, apenas com Gulácsi pela frente, atirou à figura do húngaro.

Aos 78 minutos, o Leipzig ampliou o marcador, novamente por Werner, que aproveitou a desmarcação de Sabitzer pelo corredor direito para colocar a formação alemã em vantagem confortável na partida. O assistente ainda assinalou fora de jogo, mas o videoárbitro desfez dúvidas e validou a posição do avançado.

Contudo, o Benfica não desistiu e ainda reduziu, por intermédio de Seferovic, aos 84 minutos, após assistência de Rafa, que ocupou as costas da defesa alemã, num passe do estreante Tomás Tavares, numa finalização de primeira sem hipóteses deu a Gulácsi.

O Benfica, num último esforço para alcançar a igualdade, ameaçou rapidamente o alvo, mas Rafa, após passe de Seferovic, atirou ao lado, o que impediu os ‘encarnados’ de conquistar o primeiro ponto na fase de grupos da Liga dos Campeões.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Na Primeira Página

Pode gostar de ler