loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Catalunha: Real Madrid diz que «clássico» com Barcelona se joga em 18 de dezembro

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Frederico Varandas deve pedir a demissão de presidente do Sporting?

O Real Madrid anunciou hoje que 18 de dezembro é o dia proposto para o «clássico» com o FC Barcelona, da 10.ª jornada da liga espanhola de futebol, depois de os catalães já terem indicado a mesma data.
Catalunha: Real Madrid diz que «clássico» com Barcelona se joga em 18 de dezembro

“Perante a decisão do Comité de Competições da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) de adiar o encontro marcado para 26 de outubro entre o FC Barcelona e o Real Madrid e que estabelece que os clubes acordem uma nova data para a realização do mesmo, o Real Madrid comunica que a data proposta por ambos os clubes é 18 de dezembro”, lê-se num comunicado dos ‘merengues’.

O Comité de Competições da RFEF tinha anunciado o adiamento do encontro e deu aos clubes até segunda-feira para acordarem nova data para o ‘clássico’, devido aos incidentes na Catalunha.

O órgão federativo explicou ainda no seu comunicado que o “regulamento impede a alteração da ordem de disputa dos jogos estabelecidos no calendário”, como pediu a liga espanhola, solicitando que o encontro se realizasse no Santiago Bernabéu, em Madrid.

A situação da inversão do jogo começou por ser colocada como hipótese, depois de a liga ter apresentado na quarta-feira um requerimento escrito à federação, no qual solicitava a inversão do encontro, cenário que foi contestado pelos dois clubes.

A Catalunha tem registado confrontos diários, que já levaram à detenção de cerca de 100 pessoas e provocados vários feridos, na sequência da decisão judicial de prisão efetiva de alguns políticos independentistas da região.

Na segunda-feira, o Supremo Tribunal ordenou a detenção efetiva de vários dirigentes políticos independentistas, com penas que vão até 13 anos de prisão.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Na Primeira Página

Pode gostar de ler