loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Jéssica Silva garante Portugal fiel à sua identidade diante da Finlândia

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Frederico Varandas deve pedir a demissão de presidente do Sporting?

A seleção nacional de futebol feminino vai manter-se fiel à sua identidade de jogo da próxima terça-feira com a possante equipa da Finlândia, no apuramento para o Euro2021, assegurou hoje a internacional portuguesa Jéssica Silva.
Jéssica Silva garante Portugal fiel à sua identidade diante da Finlândia

As finlandesas, que ocupam o 31.º lugar do ranking FIFA e somam seis pontos em dois jogos no Grupo E, fazem da capacidade física a maior arma. Contudo, a jogadora do Lyon, que assinou o golo da vitória (1-0) lusa na primeira ronda, frente à Albânia, notou que Portugal, 32.ª seleção da hierarquia mundial, já sabe como defrontar adversárias com estas características.

“Temos vindo a preparar-nos da melhor forma possível para nos batermos contra a Finlândia e este tipo de seleções. Não vamos desvirtuar a nossa forma de jogar pela exigência física delas. Vamos continuar com a nossa identidade e, naturalmente, vai ser um encontro com mais confronto físico. Só temos de ser nós próprias, temos de fazer o nosso jogo e não nos podemos assustar com um jogo mais físico", notou.

Antecipando este duelo como "o primeiro grande jogo do apuramento" rumo ao Campeonato da Europa de 2021, em Inglaterra, a avançada do Lyon, de 24 anos, lembrou o histórico de embates entre as duas seleções - cinco vitórias para Portugal, seis para a Finlândia e oito empates - para vaticinar um desafio "bastante equilibrado" no Estádio Municipal de Famalicão.

"Este grupo é muito equilibrado e todos os jogos são decisivos. Esperamos mais dificuldades do que aquelas que enfrentámos contra a Albânia, mas também só ganhámos 1-0 e a Albânia é talvez a menos favorita do grupo. Isso dá ênfase ao equilíbrio do grupo e todos os jogos vão ser importantes. Vamos ter de entrar para qualquer um dos jogos para ganhar os três pontos. Este não é nem mais, nem menos decisivo, é um jogo que vamos querer ganhar", frisou.

A representar a equipa vencedora da última Liga dos Campeões, Jéssica Silva afirmou ter sido "bem recebida" pelas colegas e que a experiência "está a ser bastante positiva", abrindo novos horizontes para a sua evolução e até para o seu contributo pessoal à seleção nacional.

"Tem sido especial. Mergulhei um pouco no meu processo de crescimento e adaptação. No estágio anterior, senti já diferenças a nível físico e acho que estar nesta equipa do Lyon só acrescenta a mim, individualmente, e à seleção, em que tento chegar na melhor forma possível. Estar numa equipa desta dimensão ajuda imenso a minha performance", finalizou.

A seleção feminina realizou hoje dois treinos na Cidade do Futebol, em Oeiras, nos quais o selecionador Francisco Neto já pôde contar com todas as jogadoras disponíveis, depois de a centrocampista Cláudia Neto ter trabalhado de forma condicionada no arranque do estágio.

A equipa vai treinar na Cidade do Futebol até sexta-feira, dia em que parte para Guimarães, prosseguindo na ‘cidade berço’ os trabalhos até à véspera do jogo, agendado para o dia 12 de novembro, no Estádio Municipal de Famalicão.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Na Primeira Página

Pode gostar de ler