loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Messi: «Quando o Cristiano me igualou, admito que me custou um pouco»

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Frederico Varandas deve pedir a demissão de presidente do Sporting?

O astro do FC Barcelona, Lionel Messi, tornou-se ontem no jogador com mais Bolas de Ouro da história do futebol, ao conquistar o prémio pela sexta vez, ultrapassado Cristiano Ronaldo.
Messi: «Quando o Cristiano me igualou, admito que me custou um pouco»

Em declarações à France Football, o internacional argentino assumiu que lhe custou ver o português igualá-lo em 2017, ano em que o avançado que na altura representava o Real Madrid conquistou a quinta Bola de Ouro.

«Por um lado, gostava de ter cinco e ser o único. Quando o Cristiano me igualou, admito que me custou um pouco.(...) Naquele momento, o Cristiano tinha mérito em vencer a Bola de Ouro e eu não podia fazer muito mais», começou por dizer.

No entender de Messi, as ocasiões em que Cristiano Ronaldo conquistou o galardão foram de inteira justiça, uma vez que o camisola 7 da seleção portuguesa foi determinante nos títulos coletivos que conquistou nos respetivos anos.

«Eu percebo porque não ganhava. Não cumpríamos o objetivo de ganhar a Champions e essa é a competição que oferece mais oportunidades de ganhar a Bola de Ouro. Quando Cristiano estava a ganhar troféus era porque fazia temporadas muito boas e ganhava a Champions, além de ser determinante», acrescentou.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Na Primeira Página

Pode gostar de ler