loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Síntese: Aves vence Braga e Tondela termina invencibilidade caseira do Famalicão

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Quem vai vencer a Taça da Liga?

O Tondela impôs hoje a primeira derrota caseira ao Famalicão (3-2), na 13.ª jornada da I Liga portuguesa, em que o lanterna-vermelha Desportivo das Aves recebeu e venceu o Sporting de Braga, por 1-0.
Síntese: Aves vence Braga e Tondela termina invencibilidade caseira do Famalicão

Em Vila Nova de Famalicão morava, até hoje, uma equipa invencível em casa desde a subida de divisão, mas um golo do venezuelano Jhon Murillo, no sétimo minuto do período de compensação, deitou por terra esse registo.

A equipa minhota, terceira no campeonato e a grande surpresa da I Liga, até conseguiu recuperar de uma desvantagem de 2-0, que os tondelenses construíram nos primeiros 20 minutos, graças a uma boa exibição de António Xavier, que assistiu o espanhol Pepelu, aos seis, e marcou o segundo, aos 19.

Ainda antes do intervalo, a equipa da casa reduziu através do defesa central Roderick Miranda, aos 39 minutos, com Fábio Martins, de penálti, a restabelecer a igualdade, aos 54, antes de Murillo sentenciar a partida.

O Famalicão sofreu a segunda derrota seguida e já vai em quatro jogos seguidos sem vencer no campeonato, agora com 24 pontos, podendo ver o FC Porto, segundo com 31, distanciar-se, enquanto o Sporting, quarto, com 20, pode aproximar-se do pódio.

Do lado do Tondela, este foi o quarto triunfo fora de casa, num total de cinco, levando a formação do distrito de Viseu a subir provisoriamente ao sexto lugar, com 18 pontos.

Mais de três meses depois, o lanterna-vermelha Desportivo das Aves voltou a vencer, pela segunda vez na prova, batendo o Sporting de Braga graças a um golo de livre direto do iraniano Mohammadi, logo aos oito minutos.

Apesar da insistência dos minhotos, foram os avenses a garantir o triunfo, o primeiro desde a segunda jornada, em que bateram o Marítimo, pondo cobro a 10 derrotas seguidas, que ‘atiraram’ a formação da Vila das Aves para o 18.º e último lugar.

Ainda que continuem na cauda da tabela, somam agora seis pontos, ainda a cinco da zona de manutenção, enquanto a equipa de Ricardo Sá Pinto é quinta, com 18, com os mesmos pontos de Tondela e Boavista, podendo ver o Sporting, quarto colocado, afastar-se.

No primeiro jogo do dia, o dérbi insular acabou numa igualdade, com o Marítimo, da Madeira, e o Santa Clara, dos Açores, a empatarem 2-2 no Funchal, depois de Marco, guarda-redes dos açorianos, ‘condenar’ a formação de Ponta Delgada ao sexto jogo seguido sem vencer, com um autogolo, aos 90+7.

Antes, Daizen tinha aberto o marcador, logo aos quatro minutos, antes de os forasteiros operarem a reviravolta, graças a tentos de João Afonso (41) e Ukra (61).

Com este resultado, o Santa Clara é 12.º, com 14 pontos, enquanto o Marítimo somou igualmente o sexto jogo consecutivo sem vencer para o campeonato e é 15.º, com menos dois pontos.

Depois da vitória do líder Benfica em casa do Boavista (4-1), na sexta-feira, o FC Porto joga no domingo em casa do Belenenses SAD, à procura de manter as distâncias na luta pelo título, enquanto o Sporting recebe o Moreirense, em Alvalade.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Na Primeira Página

Pode gostar de ler