loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Miklós Fehér morreu há 16 anos em pleno campo de futebol

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Facebook

Outras Notícias

Sondagem

Com a vitória do FC Porto frente ao Benfica o campeonato está relançado?

Foi a 25 de janeiro de 2004 que vimos o último sorriso de Miklós Fehér. Há 16 anos o jogador húngaro tombava no relvado do estádio D. Afonso Henriques para não mais se levantar. Tinha 24 anos.
Miklós Fehér morreu há 16 anos em pleno campo de futebol

Féher sofreu uma paragem cárdio-respiratória nos instantes finais da visita do Benfica ao Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, num jogo da 19ª ronda da Liga de futebol 2003-2004, no qual os ''encarnados'' venceram o Vitória local, com um golo de Fernando Aguiar, assistido, precisamente, pelo ''número 29''.

A morte de Féher, em directo pela televisão, abalou o país, chocando todos os que assistiam ao jogo, quando viram o jovem avançado de 24 anos cair inanimado em campo.

''Miki'', ainda foi transportado ao hospital, mas jamais recuperou a consciência. De acordo com a autópsia, o avançado sofria de uma mal-formação cardíaca nunca antes detectada.

Em memória do jogador o Benfica decidiu retirar a camisola 29 – nenhum outro futebolista a poderá vestir - e instituiu o prémio Miklos Fehér, que todos os anos distingue professores e alunos que se notabilizem em diversas áreas na antiga escola do jogador, em Gyor, na Hungria, e que os traz anualmente a Lisboa.

Para além de ter representado o clube da Luz, Fehér jogou ainda no FC Porto, Salgueiros e no Braga.

16 anos depois do desastre, recordamos o avançado húngaro cujo último sorriso antes de cair no relvado ficou marcado na mente de muitos.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Na Primeira Página

Pode gostar de ler