loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Crónica: Gabriel coloca Benfica em vantagem diante do Famalicão

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Acha que Rúben Amorim é o homem certo para treinar a equipa do Sporting?

Um golo de Gabriel, perto do apito final, deu hoje a vitória ao Benfica, por 3-2, diante do Famalicão, que chegou a estar a vencer (2-1), em jogo da primeira mão da meia-final da Taça de Portugal.
Crónica: Gabriel coloca Benfica em vantagem diante do Famalicão

Com este resultado os ‘encarnados' partem em vantagem para o jogo da segunda mão que se realiza a 11 de fevereiro, às 20:45 horas, em Vila Nova de Famalicão.

Foi necessário esperar pela segunda parte para ver golos no Estádio da Luz. Pizzi, de grande penalidade, aos 53 minutos, abriu o ativo. Pedro Gonçalves e Toni Martínez, aos 60 e 73, deram a volta ao marcador. O recém-entrado Rafa restabeleceu a igualdade, aos 78, e aos 90+5, quando os adeptos já estavam a sair, Gabriel selou o resultado.

Com uma primeira parte com boa intensidade de jogo e com oportunidades de golos para ambos os lados, com um ligeiro ascendente por parte do Benfica na posse de bola (51% contra 49%) e mais remates (5-3), a verdade é que a melhor ocasião pertenceu ao Famalicão. Pedro Gonçalves, aos 18 minutos, recebeu a bola de Diogo Gonçalves, já na pequena área do Benfica, e atirou a rasar a parte exterior do poste direito da baliza de Vlachodimos.

A abrir a segunda parte Fábio Martins teve nos pés duas oportunidades de golo, aos 47 e 49 minutos, mas não deu o melhor seguimento à bola.

O Benfica não desarmou. Na jogada seguinte, após uma desmarcação de Taarabt, Seferovic procurou centrar para o coração da área, mas Riccieli cortou o lance com o braço. O árbitro lisboeta Hugo Miguel assinalou grande penalidade. Pizzi, chamado a converter, colocou o Benfica na condição de vencedor.

Quando os ‘encarnados' estavam a crescer no terreno Pedro Gonçalves vestiu a pele de Maradona, correu pelo campo fora, fintou quatro jogadores do Benfica, passou a bola a Diogo Gonçalves, que, temporizou, e o assistiu novamente para a igualdade, aos 60 minutos.

Com 1-1 no marcador, Bruno Lage colocou em campo Carlos Vinícius e Rafa, para os lugares de Chiquinho e Cervi, mas foi (novamente) Pedro Gonçalves a gelar a luz. O jogador famalicense desmarcou Toni Martínez, na direita, e o espanhol, com um remate cruzado, aos 73 minutos, fez a reviravolta no marcador.

Embora o Benfica tenha perdido alguma capacidade de ligação entre a linha de meio-campo e a do ataque, ganhou maior agressividade no momento do remate e, aos 78 minutos, viu Rafa fazer o 2-2, depois de uma jogada iniciada por André Almeida, que serviu Vinícius na área. O guarda-redes Vaná defendeu para frente e na recarga o internacional luso não desperdiçou.

A cinco minutos do fim, João Pedro Sousa colocou em campo Roderick Miranda para o lugar de Pedro Gonçalves, num sinal claro que queria segurar a igualdade, contudo, aos 90+5 minutos, Gabriel selou o resultado na sequência de um canto, cobrado por Grimaldo.

Programa da jornada:

Terça-feira, 4 de Fevereiro de 2020
Benfica - Famalicão, 3 - 2
Ac. Viseu - FC Porto, 1 - 1

Terça-feira, 11 de Fevereiro de 2020
Famalicão - Benfica, 1 - 1

Quarta-feira, 12 de Fevereiro de 2020
FC Porto - Ac. Viseu, 3 - 0

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página