loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Moussa Marega distinguido com prémio mérito e valores Porto

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Acha que Rúben Amorim é o homem certo para treinar a equipa do Sporting?

O internacional maliano Moussa Marega recebeu hoje o prémio mérito e valores Porto, entregue pelo FC Porto, um dia após ter pedido para ser substituído no jogo com o Vitória da Guimarães, devido a insultos racistas.
Moussa Marega distinguido com prémio mérito e valores Porto

No domingo, Marega foi substituído ao minuto 71 do jogo da 21.ª jornada da I Liga, entre o FC Porto e o Vitória de Guimarães, depois de ter sido alvo de cânticos e gritos racistas por parte de adeptos da equipa minhota.

Vários jogadores do FC Porto e do Vitória de Guimarães tentaram demovê-lo, mas Marega mostrou-se irredutível na decisão de abandonar o jogo, numa altura em que os 'dragões' venciam por 2-1, resultado com que terminou o encontro.

Nas redes sociais, o avançado, que tinha marcado o segundo golo do FC Porto aos 60 minutos, explicou o que sentiu.

Marega qualificou os adeptos que o insultaram de “idiotas”, contestando ainda o comportamento da equipa de arbitragem, liderada por Luís Godinho, que disse não o ter defendido e ainda lhe ter mostrado um cartão amarelo.

“E também agradeço aos árbitros por não me defenderem e por terem me dado um cartão amarelo porque defendo minha cor da pele. Espero nunca mais encontrá-lo em um campo de futebol! Você é uma vergonha!”, escreveu o maliano.

Hoje, os ‘dragões’ entregaram a Marega o prémio mérito e valores Porto, ilustrando essa mesma entrega junto a Otávio, distinguido pela Liga como o melhor jogador em campo no triunfo de domingo.

Otávio foi criticado por adeptos, por tentar acalmar e tentar impedir Marega de sair de campo, mas hoje o maliano fez questão de apoiar o médio brasileiro.

“É meu irmão! Ele apenas tentou acalmar-me como um irmão e eu sei que ele está comigo”, escreveu o avançado na sua conta na rede social Instagram, agradecendo ainda a todos pelo apoio que tem sentido.

As reações de repúdio aos incidentes no Estádio D. Afonso Henriques surgiram de vários quadrantes, desde o desportivo, de clubes, entidades e outros jogadores, à esfera social e política, nomeadamente, do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e do Governo.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página