loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Crónica: Sporting não precisou acelerar para vencer Boavista

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Acha que Rúben Amorim é o homem certo para treinar a equipa do Sporting?

O Sporting venceu hoje o Boavista, por 2-0, em jogo da 22.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, num resultado construído pelos ‘leões’ na primeira parte, sem terem de se aplicar muito para chegar ao triunfo.
Crónica: Sporting não precisou acelerar para vencer Boavista

Sporar, aos 13 minutos, abriu o ativo de cabeça, após assistência de Plata, que ‘fechou’ o resultado aos 42, com o jovem equatoriano a destacar-se na partida, naquela que foi apenas a sua segunda aparição como titular na formação de Silas.

A terceira vitória caseira consecutiva para o campeonato permite aos ‘verde e brancos’ ascender provisoriamente ao terceiro lugar, com 39 pontos, enquanto o Boavista permanece no nono posto, com 28.

Entre os jogos dos 16 avos de final da Liga Europa e perante as ausências do castigado Coates e do lesionado Mathieu, Silas revolucionou o eixo defensivo ‘leonino’, com Luís Neto e Ilori a ocuparem as posições centrais, enquanto Rosier e Borja alinharam em detrimento de Ristovski e Acuña, por opção. Na frente, nota para a titularidade de Plata, no lugar de Bolasie.

O Boavista foi a primeira equipa a 'alvejar' a baliza contrária, num remate de Yusupha, aos 11 minutos, fácil para Luís Maximiano, mas os primeiros instantes destacaram-se por um futebol lento, com poucas ideias e movimentações, com o Sporting, apesar da maior posse de bola, a jogar na expetativa.

No entanto, bastou um remate para o Sporting abrir o ativo, por Sporar, aos 13 minutos, que aproveitou um livre bem medido de Plata pela direita para rematar sem hipóteses para Helton Leite, fazendo o seu primeiro golo no campeonato, depois de se estrear a marcar pelos ‘leões’ a meio da semana, na Liga Europa.

A partida animou com o golo dos lisboetas, que até podiam ter dilatado a vantagem aos 23, após excelente jogada individual de Plata, que tentou entregar a Sporar, mas a bola voltou ao equatoriano, que desviou facilmente para o fundo das redes, mas em posição irregular.

Não foi à primeira, mas foi à segunda. Depois de o jogo ter regressado à inércia dos primeiros minutos, o jovem Plata, de apenas 19 anos, materializou a sua boa exibição através de um remate de primeira, aos 42, ao aproveitar um corte a um cruzamento de Borja, e repetiu o feito de Sporar, fazendo o seu primeiro golo na I Liga.

As fragilidades dos ‘axadrezados’ na primeira parte continuaram a manifestar-se no segundo tempo e, aos 50, foi a vez de Rosier obrigar Helton Leite a uma defesa apertada, após desvio.

Sem precisar de correr muito, o Sporting conseguiu sempre controlar a partida, face a uma boa organização coletiva, apenas com uma tentativa de longe por parte dos boavisteiros, aos 62, num livre direto, do capitão Carraça, a pôr à prova Luís Maximiano.

Plata, apesar de mais discreto na segunda parte, continuou a mostrar laivos de qualidade e, numa boa ‘arrancada’ aos 63, o Sporting protestou uma possível grande penalidade, que mereceu intervenção do videoárbitro. Após quase quatro minutos de análise, o árbitro Nuno Almeida manteve a decisão e assinalou canto.

O pouco discernimento e clarividência da equipa portuense quando se aproximava da baliza contrária ditou a última meia hora, em que apenas Jovane Cabral, a atirar ligeiramente ao lado, e Gustavo Sauer, já nos descontos, em que Luís Maximiano teve de se aplicar, estiveram perto do golo.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página