loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19: Preparador físico do Marítimo mantém atletas prontos para o regresso

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Acha que Rúben Amorim é o homem certo para treinar a equipa do Sporting?

O preparador físico do Marítimo, Ricardo Henriques, falou hoje sobre o trabalho e acompanhamento diário dos jogadores ‘verde rubros’ para estarem na melhor forma possível no regresso da I Liga portuguesa de futebol.
Covid-19: Preparador físico do Marítimo mantém atletas prontos para o regresso

“Os jogadores desenvolvem um trabalho diário e sem folgas, com recurso a equipamentos fornecidos pelo clube. A cada dia, têm um trabalho diferente, ajustado à realidade de cada um, que consiste em exercícios de mobilidade, miofascial, força, resistência, velocidade e alongamentos”, revelou, em declarações publicadas no sítio oficial do clube madeirense.

Como o Marítimo já havia divulgado na segunda-feira, a monitorização envolve comunicação diária e com características distintas ao perfil de cada jogador.

“A comunicação é efetuada diariamente, para saber o estado do atleta. Como decorreu o treino, a sua duração e a posterior recolha de dados para ajustar, caso haja necessidade. Depois, há outra ferramenta importante, que são os treinos em direto, onde existe a possibilidade de me juntar a eles e acompanhar todo o processo”, salientou o preparador.

A I Liga está suspensa há quase duas semanas devido à pandemia da Covid-19, mas a equipa técnica do Marítimo, liderada por José Gomes, prepara o regresso aos relvados, e a alimentação dos atletas também é importante para que o retorno seja da melhor maneira.

“Nos contactos que vamos mantendo com os atletas, controlamos o peso e passamos os cuidados redobrados com a alimentação e suplementação, porque o objetivo é que estejam o mais preparados possível para o regresso. Esse é o nosso foco”, referiu.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 386 mil pessoas em todo o mundo, das quais cerca de 17.000 morreram.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Em Portugal, há 33 mortos e 2.362 infetados confirmados. Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página