loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Covid-19: Quase todos os estrangeiros do navio de cruzeiros já foram repatriados

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Após os primeiros jogos das competições nacionais e internacionais, quem está em melhor forma?

As autoridades portuguesas repatriaram 1.015 cidadãos estrangeiros que estavam no navio de cruzeiros que acostou no domingo no porto de Lisboa, com um total de 1.338 passageiros a bordo, na sequência da pandemia da doença covid-19.
Covid-19: Quase todos os estrangeiros do navio de cruzeiros já foram repatriados

“Em quatro voos programados, dois para Frankfurt [Alemanha], um para Londres [Reino Unido] e outro para São Paulo [Brasil], saíram ao longo do dia de hoje (…) 1.015 dos passageiros” do navio de cruzeiros MSC Fantasia, afirmou o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita.

O governante falava aos jornalistas durante a conferência de imprensa depois da segunda reunião da Estrutura de Monitorização do estado de emergência, em Lisboa, tendo acrescentado que estão a ser desenvolvidos “todos os esforços” para que “novos voos se realizem” na quarta-feira.

O cruzeiro MSC Fantasia, proveniente do Brasil, acostou no domingo no porto de Lisboa com 1.338 passageiros a bordo, maioritariamente da União Europeia, Reino Unido, Brasil e Austrália.

Eduardo Cabrita reiterou que todos os passageiros estrangeiros saíram do navio com escolta policial e “sem qualquer contacto com a população”, para prevenir os riscos de disseminação da doença provocada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2).

Dos 1.338 passageiros que estavam a bordo do navio, 27 cidadãos - 20 portugueses e sete titulares de autorização de residência em Portugal - desembarcaram na segunda-feira.

De acordo com uma nota do Ministério da Administração Interna, estes portugueses foram submetidos aos testes de despistagem do coronavírus SARS-CoV-2 e levados até ao respetivo domicílio, onde ficarão em isolamento profilático.

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, avançou na segunda-feira que um dos passageiros portugueses que desembarcou no domingo testou positivo à covid-19.

Esta operação, que decorre em articulação com diversas embaixadas dos vários países, envolve a Direção-Geral dos Assuntos Consulares e das Comunidades Portuguesas, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, a PSP, a Autoridade Nacional da Aviação Civil, a Direção-Geral da Saúde, a Polícia Marítima, a Autoridade Tributária e Aduaneira e a ANA - Aeroportos de Portugal.

O ministro da Administração Interna reiterou ainda que o repatriamento dos cidadãos europeus que estão retidos no Peru, 63 portugueses e 17 de outras nacionalidades, está inserido numa “operação apoiada pelo mecanismo europeu de Proteção Civil”.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página