loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19: China pede ao G20 corte das taxas alfandegárias

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Acha que Rúben Amorim é o homem certo para treinar a equipa do Sporting?

O Presidente chinês, Xi Jinping, pediu hoje aos países do G20 para baixarem as taxas alfandegárias e facilitarem o comércio como sinal de confiança para a economia mundial face à pandemia provocada pelo novo coronavírus.
Covid-19: China pede ao G20 corte das taxas alfandegárias

Durante uma cimeira por videoconferência das 20 maiores economias do planeta, Xi “apelou aos membros do G20 para reduzirem os direitos alfandegários, levantarem barreiras e facilitarem as trocas comerciais”, noticiou a agência oficial Nova China.

A China, onde surgiram os primeiros casos de covid-19 em dezembro, foi fortemente afetada pela doença, com mais de 80.000 pessoas infestadas e cerca de 3.300 mortos, segundo dados oficiais.

A segunda economia mundial foi praticamente paralisada em fevereiro devido às medidas tomadas para travar a propagação do vírus.

A atividade económica foi progressivamente retomada em março, devido a um abrandamento claro dos contágios no país, mas enfrenta as fortes restrições aprovadas pelos seus principais mercados, os Estados Unidos e a Europa.

Neste contexto, Xi Jinping “apelou a todos os membros do G20 para tomarem medidas coletivas, a enviarem um sinal forte e a restabelecerem a confiança para favorecer a retoma económica mundial”.

O novo coronavírus já infetou perto de 450 mil pessoas em todo o mundo, mais de 20.000 das quais morreram.

A Europa é atualmente o continente mais atingido, com mais de 250.000 casos e 14.460 mortais, segundo números oficiais dos vários países.

Nos Estados Unidos, onde o vírus está em expansão rápida, segundo a OMS, registam-se 68.572 casos e 1.031 mortes, de acordo com dados oficiais de quarta-feira.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página