loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19: Cabo Verde prevê perder meio milhão de turistas e 4% do PIB

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

Acha que Rúben Amorim é o homem certo para treinar a equipa do Sporting?

O vice-primeiro-ministro de Cabo Verde admitiu hoje que o país deverá perder meio milhão de turistas em 2020, quebra superior a 60% face a 2019, além de um corte de 4% no Produto Interno Bruto (PIB), devido à covid-19.
Covid-19: Cabo Verde prevê perder meio milhão de turistas e 4% do PIB

“A economia de Cabo Verde vai perder cerca de 500 mil turistas este ano, em relação a 2019. Com isso, o país vai ter uma redução de cerca de três milhões de dormidas”, divulgou Olavo Correia, que é também ministro das Finanças, numa nota na sua conta oficial na rede social Facebook.

Cabo Verde recebeu em 2019 mais de 800 mil turistas e o Governo tinha a meta de ultrapassar a partir de 2021 o milhão de turistas anuais.

Olavo Correia explicou que em consequência deste cenário, “as receitas fiscais vão reduzir-se em aproximadamente 12 milhões de contos [12 mil milhões de escudos, 107 milhões de euros]”. Além disso, as receitas totais do Estado de Cabo Verde “vão diminuir em cerca de 18 milhões de contos [160 milhões de euros] em relação ao previsto no Orçamento de Estado de 2020”.

“O PIB de Cabo Verde poderá reduzir-se em cerca de 4%”, admitiu Olavo Correia.

Nos últimos três anos, a economia cabo-verdiana estava a crescer acima dos 5% ao ano.

“O desafio é enorme, mas, maior que ele, terá que ser a nossa vontade de ultrapassar este quadro”, apontou o governante.

Cabo Verde regista quatro casos de covid-19, nas ilhas da Boa Vista e de Santiago, e um óbito.

Desde a semana passada que o país está fechado a voos internacionais, tendo o Governo pedido ao Presidente da República que seja decretado de imediato o estado de emergência, para reforçar as medidas de contenção.

O Governo cabo-verdiano já assumiu que espera uma forte recessão em 2020 e que até junho será apresentado ao parlamento um Orçamento retificativo.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de meio milhão de pessoas em todo o mundo, das quais morreram quase 23.000.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página