loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Covid-19: Agustin, antigo guarda-redes do Real Madrid, recuperou da doença

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

Agustín Rodríguez, antigo guarda-redes do Real Madrid, agora com 60 anos, recuperou da covid-19, noticia hoje a agência noticiosa espanhola EFE.
Covid-19: Agustin, antigo guarda-redes do Real Madrid, recuperou da doença

A informação foi avançado pelo próprio antigo jogador 'merengue' e do Tenerife, que explicou que contraiu a doença há uma vintena de dias e que esteve duas semanas "bastante afetado".

"Felizmente, agora estou bem e com vontade de fazer tudo. Mas estive bastante afetado de início. Foi uma semana horrorosa, tive medo de que se repetisse a pneumonia e gripe A que sofri há quatro anos", disse Agustin, que entre 1980 e 1990 defendeu as balizas do Real Madrid, por quem foi seis vezes campeão, antes de se mudar para o Tenerife, para mais quatro épocas.

O antigo guarda-redes descreveu alguns dos sintomas da doença: "Tinha um mal-estar generalizado, doía-me o corpo todo, principalmente a cabeça, as costas... mal conseguia dormir. Estive fechado em casa 15 dias".

"Cheguei a assustar-me porque me custava respirar, mas foi só 24 horas. E quanto a febre, só cheguei aos 38 graus", referiu.

Agustin, que perdeu nestes dias seis quilogramas, tem agora muito claro que "há que apoiar a saúde pública e não só aplaudir das varandas".

A Espanha é o segundo país com maior número de mortes (só superada por Itália), nesta pandemia, registando 12.418, entre 130.759 casos de infeção confirmados até hoje.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia de covid-19, já infetou mais de 1,2 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 68 mil.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página