loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Covid-19: Seis viagens na retoma das ligações marítimas de passageiros em Cabo Verde

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

A empresa CV Interilhas prevê realizar hoje seis ligações marítimas de passageiros, entre quatro ilhas cabo-verdianas sem casos de covid-19, na retoma das viagens, quase um mês e meio depois da suspensão, para conter a pandemia.
Covid-19: Seis viagens na retoma das ligações marítimas de passageiros em Cabo Verde

De acordo com o horário disponibilizado pela concessionária dos transportes marítimos de passageiros e carga, empresa liderada pela portuguesa Transinsular, neste primeiro dia de retoma dos serviços, condicionada pela obrigatoriedade da aplicação de medidas de proteção individual nos navios, as viagens vão ligar o conjunto de ilhas do arquipélago com relações mais interdependentes.

Assim, entre as vizinhas ilhas de São Vicente e Santo Antão está prevista a realização, hoje, de duas viagens em cada sentido – que é a principal linha do serviço marítimo em Cabo Verde - e entre o Fogo e a Brava uma viagem em cada sentido.

Na terça-feira, além de manter a ligação entre São Vicente e Santo Antão, a CV Interilhas prevê acrescentar ligações entre São Vicente e São Nicolau e entre São Nicolau e o Sal.

Na primeira semana da retoma do serviço de passageiros – desde 29 de março que só se realiza o transporte de mercadorias entre as ilhas -, estão previstas mais de 40 viagens.

A retoma das ligações marítimas de passageiros entre as ilhas de Cabo Verde sem casos de covid-19 obriga ao controlo de temperatura dos passageiros, que passam também a ter de usar obrigatoriamente máscaras faciais, segundo determinação governamental.

Desde 29 de março, quando foi decretado o primeiro período de estado de emergência em Cabo Verde, estão suspensas todas as ligações de passageiros interilhas, tendo o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, anunciado na sexta-feira, numa mensagem ao país, a retoma do transporte marítimo a partir de segunda-feira.

A regulamentação da retoma das ligações marítimas, apenas entre as sete ilhas habitadas sem casos de covid-19, foi feita na sexta-feira, com a publicação em Boletim Oficial da resolução do conselho de ministros n.º 70/2020, que desde logo obriga a que apenas passageiros “que estejam a utilizar máscaras faciais autorizadas nos termos da lei” possam embarcar.

Os passageiros têm ainda de ser alvo de medição de temperatura corporal e a empresa CV Interilhas (detida em 51% pela portuguesa Transinsular), concessionária do transporte marítimo de passageiros e carga, bem como os operadores portuários terão de “criar medidas de check-in” e garantir o “distanciamento social de dois metros”, através de fitas sinalizadoras, nos navios.

A resolução define ainda que a lotação e permanência de passageiros nas gares, recintos portuários e postos de vendas “devem respeitar o distanciamento social mínimo de um metro e meio”, a mesma regra que passa a ser aplicada à lotação dos navios.

A concessionária terá ainda de disponibilizar um espaço de isolamento para suspeitos de covid-19, aprovado pelo Ministério da Saúde, passando a existir a “obrigatoriedade de utilização de equipamentos de proteção individual e máscaras pelos tripulantes” e a ser proibidas as vendas ao balcão do bar, nos navios.

Entre outras medidas, também têm, obrigatoriamente, de ser implementadas ações de limpeza e descontaminação de todas as áreas frequentadas pelos passageiros, “designadamente as zonas de acesso, salões e casas de banho”.

“Com a retoma das ligações marítimas interilhas para o transporte de passageiros, nas condições que protejam as pessoas e a atividade económica, procedemos de forma progressiva à entrada numa nova normalidade, que passa a ser muito mais exigente em termos de segurança sanitária, para o bem da saúde das pessoas e para o bem da economia do país”, disse o primeiro-ministro, numa mensagem ao país, em que anunciou a retoma das ligações.

Atualmente está em vigor o terceiro período de estado de emergência, até às 24:00 do dia 14 de maio, mas apenas nas ilhas de Santiago e Boa Vista, as únicas com casos de covid-19 ativos em todo o arquipélago.

Cabo Verde regista 246 casos acumulados de covid-19, distribuídos pelas ilhas de Santiago (187), Boa Vista (56) e São Vicente (03, todos recuperados). No total, 56 pessoas já foram consideradas recuperadas pelas autoridades de saúde.

O número de mortos da covid-19 em África subiu hoje para os 2.290, com mais de 63 mil infetados em 53 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 280 mil mortos e infetou mais de quatro milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página