loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Inglaterra: Troy Deeney alvo de 'abusos verbais' por ter recusado treinar

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

O futebolista Troy Deeney, capitão do Watford, revelou que tem sido alvo de abusos e comentários depreciativos, por ter recusado voltar aos treinos, face aos problemas respiratórios do seu filho.
Inglaterra: Troy Deeney alvo de 'abusos verbais' por ter recusado treinar

“Vi comentários em relação ao meu filho, com muitas pessoas a dizerem ‘espero que o teu filho apanhe o coronavírus, e coisas desse género”, revelou o jogador, de 31 anos, em entrevista à CNN.

O futebolista informou, em 19 de maio, que não iria regressar aos treinos da equipa da Liga inglesa, para proteger o filho de cinco meses, que tem problemas respiratórios.

Depois disso, o avançado, que falou do receio em relação ao contágio, bem como Danny Rose (do Tottenham), e de questões também relacionadas com a saúde mental, tem sido alvo de comentários depreciativos.

“Vais a caminhar na rua e as pessoas dizem ‘eu estou a trabalhar, volta para o trabalho’”, exemplificou Deeney, acrescentando que entende por bem não responder e alimentar essa discussão.

O jogador disse ainda ter falado com o vice-diretor clínico de Inglaterra e um dos mais considerados especialistas em epidemiologia, Jonathan Van-Tam, e que regressará aos trabalhos no Watford na próxima semana.

“Ele tem estado muito bem, com muita pesquisa e houve muito boa vontade dele para falar comigo, dizer-me que serei tratado da melhor maneira possível e que haverá algum risco em todos regressarmos ao trabalho”, indicou o jogador.

Na entrevista à CNN, Troy Deeney considerou também que esta época estará sempre ligada à pandemia, o que lamenta pelo Liverpool, que disse merecer ganhar a Premier League.

Na quarta-feira, os clubes votaram favoravelmente o regresso aos treinos com contacto físico, mas a retoma da Liga ainda não tem data marcada, com algumas vozes a apontarem para meados ou finais de junho.

Após a declaração de pandemia, em 11 de março, as competições desportivas de quase todas as modalidades foram disputadas sem público, adiadas – Jogos Olímpicos Tóquio2020, Euro2020 e Copa América -, suspensas, nos casos dos campeonatos nacionais e provas internacionais, ou mesmo canceladas.

Os campeonatos de futebol de França, Escócia, Bélgica e dos Países Baixos foram cancelados, enquanto outros países preparam o regresso à competição, com fortes restrições, como sucede em Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal, que tem o reinício da I Liga previsto para 03 de junho. A Liga alemã foi retomada em 16 de maio.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 352 mil mortos e infetou mais de 5,6 milhões de pessoas em 196 países e territórios. Cerca de 2,2 milhões de doentes foram considerados curados.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página