loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

FC Porto e Benfica regressam à luta pelo título num cenário nunca antes vivido

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

A I Liga de futebol regressa na quarta-feira, depois de quase três meses de paragem devido à covid-19, com as atenções viradas para a luta pelo título, com FC Porto e Benfica como únicos protagonistas.
FC Porto e Benfica regressam à luta pelo título num cenário nunca antes vivido

Um duelo separado por um ponto e que se fará em moldes nunca vividos: sem a presença de público, um rigoroso protocolo sanitário, com testes regulares ao novo coronavírus e jogos ao final da tarde e noite, maioritariamente durante a semana.

A 10 jornadas do final, o FC Porto lutará para segurar uma liderança conquistada há duas jornadas (23.ª), após um autêntico ‘trambolhão’ do campeão Benfica, que desbaratou sete pontos de vantagem (uma vitória em cinco jogos) e caiu para segundo.

Neste regresso, o FC Porto reentrará em cena primeiro do que o Benfica, ao visitar na quarta-feira (21:15) o Famalicão, equipa que foi sensação do campeonato, no qual chegou a ser primeiro.

Os famalicenses caíram de produção, com uma série de resultados negativos - uma única vitória nos últimos oito jogos -, que os ‘atirou’ para o sétimo lugar, em contraponto com o FC Porto, que assumiu a condição de líder.

No jogo, os ‘dragões’ terão duas baixas importantes, o central Marcano, de fora até final da época, com uma rotura de ligamentos, e o lateral esquerdo Alex Telles, que é o melhor marcador da equipa na I Liga, com oito golos apontados, e está castigado.

A equipa de Sérgio Conceição tentará colocar pressão no Benfica, que apenas entra em campo no dia seguinte, recebendo no Estádio da Luz o Tondela (14.º), orientado pelo espanhol Natxo Gonzaléz e que, antes da suspensão, também estava em quebra.

A paragem pode ter sido benéfica para as ‘águias’, não só porque estavam numa má fase em termos exibicionais e de resultados, mas porque recuperaram de lesão dois jogadores importantes, o lateral André Almeida e o médio brasileiro Gabriel.

Na Luz, o Tondela conseguiu a sua única vitória há duas épocas, em 2017/18 (3-2).

Em outros jogos nesta retoma, o Sporting de Braga (terceiro) jogará na sexta-feira com o Santa Clara (10.º), que já não tem o avançado Schettine (três golos), após rescisão por mútuo acordo, e atua como visitado na Cidade do Futebol, casa da Federação Portuguesa de futebol, tal com o Belenenses SAD.

Nos bracarenses, este será o segundo jogo do treinador Custódio, que entrou em março, face à ida de Rúben Amorim – que já tinha substituído Ricardo Sá Pinto - para o Sporting.

A pandemia vetou a possibilidade de avaliar a campanha dos dois treinadores, cujas equipas estão separadas por quatro pontos, depois de Rúben Amorim, ainda nos bracarenses, ter vencido nove de 10 jogos e empatado um, em que teve um jogador expulso cedo.

No Sporting (quarto), Rúben Amorim terá pela frente uma deslocação habitualmente difícil, ao Vitória de Guimarães (sexto), embora desta vez o fator público, tradicionalmente importante no D. Afonso Henriques, não exista.

No jogo, agendado para quinta-feira, às 21:15, os ‘leões’ não contam com Wendell e Luiz Phellype, lesionados, e os vimaranenses não terão Sacko, que cumprirá castigo, depois de ter visto um quinto amarelo, e têm o capitão Pedro Henrique em dúvida.

A jornada disputa-se ao longo de cinco dias, entre terça-feira e domingo, com o primeiro jogo a opor o ‘aflito’ Portimonense (17.º) ao Gil Vicente (nono). Os da casa têm o meio-campo desfalcado, sem os castigados Pedro Sá e Bruno Costa, enquanto os gilistas devem ter de fora o lateral Fernando Fonseca, operado ainda em março a uma lesão entre a tíbia e o perónio.

Um regresso difícil poderá ter o Desportivo das Aves, que a juntar ao facto de ser o último classificado, sem vencer há cinco jornadas, viu Quentin Beunardeau e Welinton Júnior rescindirem, tem Luiz Fernando e Rúben Macedo a cumprirem castigo e informou no domingo ter um jogador positivo para a covid-19, mas sem indicar quem seja, sendo um atleta que tinha tido primeiro um resultado inconclusivo na semana anterior.

Os avenses, treinados por Nuno Manta Santos, recebem na sexta-feira o Belenenses SAD (13.º).

Em outros jogos da 25.ª jornada, o Marítimo (15.º) recebe o Vitória de Setúbal (12.º) na quinta-feira, o Boavista (11.º) o Moreirense (oitavo) no sábado, e o Rio Ave (quinto) o Paços de Ferreira (16.º), no domingo, no ‘fecho’ da ronda.

Programa da jornada:

Quarta-feira, 3 de Junho de 2020
Portimonense - Gil Vicente, 1 - 0
Famalicão - FC Porto, 2 - 1

Quinta-feira, 4 de Junho de 2020
Marítimo - V. Setúbal, 1 - 1
Benfica - Tondela, 0 - 0
V. Guimarães - Sporting, 2 - 2

Sexta-feira, 5 de Junho de 2020
Santa Clara - Sp. Braga, 3 - 2
Desp. Aves - Belenenses SAD, 0 - 2

Sábado, 6 de Junho de 2020
Boavista - Moreirense, 0 - 1

Domingo, 7 de Junho de 2020
Rio Ave - Paços Ferreira, 2 - 3

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página