loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Rúben Amorim: «Gostei da minha equipa e do Vitória de Guimarães»

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

Declarações de Rúben Amorim, treinador do Sporting, após o empate (2-2) frente ao Vitória de Guimarães, em jogo da 25.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado em Guimarães.
Rúben Amorim: «Gostei da minha equipa e do Vitória de Guimarães»

"Foi um bom jogo, um pouco estranho. O Sporting chegou à vantagem, quando não merecia, mas isso ajudou-nos a assentar o jogo. A partir daí, os jogadores começaram a ficar com a bola e a empurrar o [Vitória de] Guimarães para a zona defensiva deles. Depois, sofremos um golo que aconteceu quando se arrisca na construção [de jogo]. Depois, voltamos a marcar numa boa jogada. Um remate que ia para fora, sobrou para um jogador do Vitória e deu o 2-2. Estamos longe do nosso melhor e o Vitória longe do melhor deles.

O jogo teve muitas oportunidades, porque foi partido. Os jogadores tiveram dificuldades em recuperar. Apostámos nisso e tivemos oportunidades, mas decidimos mal em muitas ocasiões. Gostei da minha equipa e do Vitória de Guimarães. A nossa ideia começa a estar lá.

[O Eduardo Quaresma e o Matheus Nunes] estiveram muito bem [na estreia absoluta pelo Sporting]. O Matheus sentiu um pouco mais [a estreia], porque enfrentou três jogadores no meio. O Quaresma sentiu-se mais tranquilo, porque já jogou a central e a lateral-direito. Todos os jogadores deram o máximo e agora é continuar.

Pensei colocar o Cris [Borja], porque senti que o Acuña estava bastante cansado. O Vitória tinha menos um jogador. Pus o Pedro Mendes a aquecer, mas senti que os centrais [do Vitória] estavam a tremer mais com as arrancadas do Jovane e do Plata. Pensei que entraríamos melhor na área no ‘um para um' pelas alas, porque os laterais estavam cansados, do que com cruzamentos para a área, quando os centrais são fortes no confronto direto e sofrem na velocidade.

Houve lesões que, se calhar, não contávamos [para este jogo]. O Mattheus Oliveira [que voltou ao banco] tem estado bem nos treinos. É uma mensagem para todos acreditarem que, com trabalho, é sempre possível. O Mattheus Oliveira também conhecia a casa [jogou no Vitória de Guimarães]. Escolhi os melhores.

Ainda vamos a tempo [de ter adeptos no estádio nesta época]. O Governo tem adaptado as decisões consoante os resultados [da pandemia] ao longo do tempo. Os adeptos têm de voltar.

Na semana antes de terminar o campeonato [24.ª jornada], o Porto empatou, o Benfica empatou e nós ganhámos. Isto é uma prova que as outras equipas, mesmo as pequenas, preparam bem os jogos. Todas as equipas vão melhorar. Vamos ter alguns jogos assim. Daqui a cinco jornadas, vamos estar no ponto".

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página