loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Cova da Piedade acusa presidente da Liga de recusar propostas à Assembleia Geral

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

O Cova da Piedade acusou hoje o presidente da Liga de clubes de futebol de negar a inclusão das suas propostas sobre as subidas e descidas na II Liga na ordem de trabalhos da Assembleia Geral de segunda-feira.
Cova da Piedade acusa presidente da Liga de recusar propostas à Assembleia Geral

Em comunicado, o clube do concelho de Almada diz que é “totalmente falso” o alegado chumbo das suas propostas, conforme “divulgação promovida perante os órgãos de informação”, uma vez que não houve lugar a qualquer discussão das mesmas “por recusa ilegal da direção em as incluir”.

“[Uma] decisão que contou com o apoio do presidente da mesa de Assembleia Geral, violando as regras da alteração e aditamento à ordem de trabalhos, condicionando e direcionando as funções e resultados da Assembleia Geral para a aprovação das propostas de deliberações apresentadas pelo presidente Pedro Proença”, diz a SAD piedense em comunicado assinado pela administração.

O documento acrescenta que a posição de Pedro Proença “somou-se à também ilegal recusa de dividir e autonomizar o ponto da ordem de trabalhos referente à ratificação da deliberação de 05 de maio”, que despromoveu o Cova da Piedade e o Casa Pia ao Campeonato de Portugal e promoveu o Nacional da Madeira e o Farense à I Liga.

“De uma forma escandalosa e arbitrária, violando tudo o que uma Assembleia Geral representa e deve ser, veio a direção condicionar e obrigar os presentes a aprovar em bloco esta ratificação juntamente com as restantes ajudas financeiras à II Liga, de forma a assegurar que não deixaria de ser aprovada”, acusa o mesmo documento.

A concluir, o Cova da Piedade realça uma afirmação de um presidente de um “clube com relevante dimensão” no futebol português, que diz ser “conhecido pela sua frontalidade”, e que se terá referido à direção da Liga, de acordo com os piedenses, com a frase “isto é pior que a PIDE”.

A II Liga de futebol ficou de fora dos planos de desconfinamento da pandemia de covid-19 previstos pelo governo português para o desporto, que autorizam apenas a conclusão da I Liga e da Taça de Portugal.

Em 05 de maio, a direção da LPFP aprovou a conclusão definitiva da II Liga, promovendo Nacional e Farense à I Liga e despromovendo Cova da Piedade e Casa Pia ao Campeonato de Portugal, decisões que foram aprovadas na segunda-feira, em AG do organismo.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página