loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Covid-19: Lar de Sintra regista uma morte e 26 infeções «assintomáticas» - vereador

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

O lar de Vale de Lobos, no concelho de Sintra, regista uma morte e um total de 26 infeções com o novo coronavírus, sendo que os restantes casos confirmados «são, para já, assintomáticos», segundo o vereador local da Saúde.
Covid-19: Lar de Sintra regista uma morte e 26 infeções «assintomáticas» - vereador

“No dia 02 [de junho] foram testados quatro utentes positivos no lar. Foram confinados imediatamente e no dia 18 surgiram mais quatro utentes positivos e dois trabalhadores. A partir daí, a nossa posição foi de testar todos os utentes e trabalhadores. No dia 23, testámos 88 pessoas e os resultados confirmaram mais 14 utentes contaminados e dois trabalhadores”, afirmou à Lusa o vereador Eduardo Quinta Nova.

Desses 88 testes, três foram inconclusivos e terão de ser repetidos, enquanto os primeiros quatro casos diagnosticados, no dia 02 de junho, testaram negativo para a presença do coronavírus numa prova recente e aguardam realização do contrateste.

Depois da realização dos dois primeiros testes por parte do lar, no dia 02 e 18 de junho, e o consequente confinamento dos infetados, a câmara testou todos os utentes e funcionários na passada terça-feira, tendo descoberto mais 14 utentes e dois trabalhadores contaminados nos resultados recebidos na sexta-feira.

“Das primeiras pessoas que foram testadas, apenas uma foi hospitalizada e veio a falecer. As outras quatro e estas recentes 16 testadas positivas são todas assintomáticas. A direção do lar recebeu as orientações da autoridade local da saúde, as pessoas estão confinadas, o lar tem três pisos e foi feita a separação por piso. As pessoas estão a ser acompanhadas e vigiadas, mas estão assintomáticas”, sublinhou.

O vereador acrescentou ainda que o papel da autarquia, além de fornecer equipamentos de proteção individual e providenciar desinfeções nos locais quando necessário, tem sido manter os familiares em contacto com os utentes do lar e apelou à ajuda de todos na recuperação dos doentes.

“O que se tem de garantir nos próximos 15 dias é que estas pessoas recuperem rapidamente e façam testes e contratestes. É importante haver uma grande ajuda de todos, o lar, autoridade de saúde, câmara, famílias e cidadãos em geral. As pessoas têm o dever de assumir a responsabilidade e o dever cívico de se protegerem”, frisou.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 499.500 mortos e infetou mais de 10 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.564 pessoas das 41.646 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página