loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Desportivo das Aves: Avançado Miguel Tavares rescinde contrato

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

O avançado Miguel Tavares rescindiu o contrato com o Desportivo das Aves, último colocado da I Liga, confirmou hoje à Lusa a assessoria do jogador, que jogou no Penafiel na segunda metade da época.
Desportivo das Aves: Avançado Miguel Tavares rescinde contrato

O extremo, de 21 anos, efetuou 13 encontros pelos avenses até ao mercado de inverno, quando foi emprestado aos ‘durienses’ e contabilizou três aparições pelo 15.º classificado da II Liga, que foi cancelada em 08 de junho, devido à pandemia de covid-19.

Miguel Tavares chegou à Vila das Aves na última temporada e despontou na equipa sub-23, que conquistou a Liga e a Taça Revelação, cumprindo 22 partidas no patamar sénior, sem convencer os treinadores Augusto Inácio, Leandro Pires e Nuno Manta Santos.

O avançado lisboeta estava vinculado ao Desportivo das Aves até 2022 e repartiu a formação entre Sporting, Belenenses, Linda-a-Velha, Real Massamá e Sporting de Braga, antes de subir à equipa principal do Mirandela para disputar o Campeonato de Portugal.

Os nortenhos têm atravessado uma série de contrariedades desportivas, diretivas e financeiras e voltaram a falhar em 09 de junho a obrigação de demonstrar a inexistência de dívidas salariais a jogadores e treinadores nos meses de março e abril junto da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, que remeteu o processo para o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, tal como sucedeu em 03 de abril.

A SAD liderada pelo chinês Wei Zhao justificou o incumprimento entre dezembro de 2019 e fevereiro de 2020 com a paralisação da atividade económica na China, motivada pela pandemia de covid-19, mas assistiu às rescisões unilaterais do guarda-redes francês Quentin Beunardeau e do avançado brasileiro Welinton Júnior, numa reincidência que pode significar cinco a oito pontos de penalização na I Liga.

O Desportivo das Aves, 18.º e último colocado, com 14 pontos, outros tantos abaixo da zona de salvação, recebe hoje o Moreirense, na 10.ª posição, com 35, às 17:00, em duelo da 29.ª jornada, com arbitragem de Cláudio Pereira, da associação de Aveiro, que pode consumar a despromoção dos nortenhos à II Liga.

O emblema do concelho de Santo Tirso desce hoje se perder com os vimaranenses e o Marítimo derrotar o Benfica algumas horas depois, sentença que também poderá ser validada com um empate entre avenses e ‘cónegos’ e um triunfo dos insulares, desde que o Tondela pontue na quarta-feira frente ao Belenenses SAD.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página