loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Crónica: Moreirense condena Aves à espera da ‘sentença’ na Madeira

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

O Moreirense regressou aos triunfos na I Liga de futebol, ao impor-se frente ao Desportivo das Aves, por 1-0, num jogo da 29.ª jornada que pode custar já hoje ao lanterna-vermelha a despromoção ao segundo escalão.
Crónica: Moreirense condena Aves à espera da ‘sentença’ na Madeira

Numa tarde de calor abrasivo na Vila das Aves, um golo solitário do avançado angolano Fábio Abreu, aos 52 minutos, sentenciou um duelo entre dois rivais, inseridos em contextos díspares, e conservou o pleno de triunfos dos vimaranenses no concelho de Santo Tirso.

O Moreirense voltou a vencer três rondas depois e subiu ao oitavo lugar, com 38 pontos, em igualdade com Boavista e Santa Clara, ao passo que o Desportivo das Aves continua no 18.º e último lugar, com 14 pontos, a 15 de distância da zona de salvação.

Os nortenhos podem ficar condenados à descida de divisão ainda hoje, caso o antepenúltimo Marítimo derrote o campeão Benfica, já que têm desvantagem com o Tondela, tanto no confronto direto, como num eventual desempate a três, com o Portimonense.

Alterando cinco unidades face ao empate caseiro com o Famalicão (1-1), o Moreirense entrou com autoridade e ameaçou o golo logo aos três minutos, beneficiando de uma saída em falso do guarda-redes Fábio Szymonek num livre lateral, que Filipe Soares desviou ao segundo poste e Oumar Diakhité cortou em cima da linha fatal.

O Desportivo das Aves, com quatro mudanças em relação à derrota no terreno do Gil Vicente (3-0), encarava pela primeira vez o risco de despromoção imediata e conseguiu equilibrar a posse e o domínio territorial com o avanço do relógio, desinibindo-se aos 14 minutos, numa transição finalizada por Pedro Soares à figura de Mateus Pasinato.

Os dois lances sobressaíram numa etapa inaugural mais faltosa do que artística e nem a pausa para hidratação refrescou a inspiração dos dois conjuntos, tirando uma investida de Mohammadi aos 39 minutos, quando se desmarcou a passe de Ricardo Mangas e ultrapassou Lazar Rosic para rematar ‘enrolado’, ao lado.

O reatamento prometia arrastar uma toada sonolenta, mas os vimaranenses capitalizaram nova entrada dinâmica em campo aos 52 minutos, graças à ‘cavalgada’ de João Aurélio pela direita, que ‘picou’ a bola por cima da defesa avense e serviu o 12.º golo de Fábio Abreu, isolando-se no terceiro lugar dos artilheiros do campeonato.

Com o marcador desbloqueado, os pupilos de Ricardo Soares geriram as operações com maior tranquilidade e aproximaram-se de novos festejos três minutos mais tarde, num cabeceamento torto do dianteiro angolano, enquanto Nuno Manta Santos alargava a linha atacante para reerguer uma equipa sedenta de forças.

Só que a progressão do Aves dependia de bolas bombeadas para o recém-entrado Marius (72 minutos) ou remates de longe de Yamga (84) e Banjaqui (87), registo insuficiente para incomodar um bloco compacto dos ‘cónegos’, que estiveram perto de duplicar a contagem com um pontapé ao poste de Nuno Santos, nos ‘descontos’.

Programa da jornada:

Domingo, 28 de Junho de 2020
Boavista - Santa Clara, 1 - 0

Segunda-feira, 29 de Junho de 2020
Desp. Aves - Moreirense, 0 - 1
Marítimo - Benfica, 2 - 0
Paços Ferreira - FC Porto, 0 - 1

Terça-feira, 30 de Junho de 2020
Famalicão - Portimonense, 0 - 1
V. Guimarães - V. Setúbal, 2 - 0
Rio Ave - Sp. Braga, 4 - 3

Quarta-feira, 1 de Julho de 2020
Belenenses SAD - Tondela, 1 - 1
Sporting - Gil Vicente, 2 - 1

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página