loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

UEFA destina 775,5 milhões de euros para o desenvolvimento do futebol

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

A UEFA anunciou hoje que destinará 775,5 milhões de euros para o recém-lançado novo ciclo do programa para o desenvolvimento do futebol europeu, denominado de ‘HatTrick’, com os lucros do Euro-2020.
UEFA destina 775,5 milhões de euros para o desenvolvimento do futebol

Apesar do adiamento para 2021 do Euro2020, que deveria ocorrer este verão, a ação da UEFA visa garantir que as federações completem o ciclo do programa correspondente a 2020-2024 e ajuda a lidar com os efeitos da pandemia de covid-19.

Uma das primeiras decisões da UEFA, após a suspensão das suas competições, foi anunciar um uso mais flexível dos 236,5 milhões de euros do programa ‘HatTrick’, para ajudar as suas 55 federações-membro a combater o impacto da paralisação dos respetivos campeonatos.

O presidente da UEFA, o esloveno Aleksander Ceferin, disse que “o programa ‘HatTrick’ é um componente vital do futebol europeu e a sua importância nunca foi tão clara como durante a crise de covid-19”.

O dirigente referiu que “ao levantar as condições para libertar os fundos para as federações foi possível limitar o impacto económico da pandemia e olhar para a retoma das competições”.

“No entanto, não devemos ficar parados quando a competição voltar. Precisamos usar o ‘HatTrick’ para continuar a levar o futebol adiante, oferecendo mais oportunidades, melhor infraestrutura e maior qualidade para garantir que o futebol europeu continue o mais forte possível”, afirmou.

A UEFA lembrou que este quinto ciclo de quatro anos, lançado oficialmente na quarta-feira, permitirá um investimento total de 775,5 milhões de euros, o que representa um aumento de 27 por cento em relação ao ciclo anterior.

“Até 2024, o programa terá contribuído com 2,6 milhões de euros em benefício do futebol, tornando-o uma das maiores iniciativas de solidariedade e desenvolvimento desportivo do mundo”, considerou Ceferin.

O presidente da UEFA lembrou que esta iniciativa apoia o crescimento e o desenvolvimento do futebol continental desde 2004, nas seguintes vertentes: aumentar o financiamento de investimentos, melhorar a educação e uma maior troca de conhecimentos.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página