loading

Nota: Caro visitante, o acesso à informação do nosso site é gratuita e de livre acesso. Tal só é possível exibindo anúncios a quem nos visita. Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios.

Covid-19

Grécia: Pedro Martins destaca papel de Rúben Semedo no título do Olympiacos

Últimas Notícias

Notícias Mais vistas

Sondagem

É justa a medida do Governo em autorizar o regresso I Liga e impedir a II Liga?

O treinador do Olympiacos, o português Pedro Martins, elogiou hoje o trabalho do defesa Rúben Semedo na conquista do título grego de futebol, dizendo ainda ter ambição de «ir longe na Liga Europa».
Grécia: Pedro Martins destaca papel de Rúben Semedo no título do Olympiacos

Depois das dificuldades na carreira, afirmou, "o Rúben aprendeu a lição", algo que é "mérito dele".

"Ele está um profissional completamente diferente. [...] Eu sou muito rigoroso, mas quando um jogador trabalha, se entrega e dá tudo de si, eu estou aqui para lhe dar a mão, e foi isso que o Rúben fez, sabendo que está aqui deste lado um treinador que o vai ajudar, mas também exigir ao máximo", apontou em entrevista à sua assessoria de imprensa.

O defesa, de 26 anos, contribuiu com cinco golos em 42 jogos em todas as competições pela formação do Pireu.

Já campeão, o Olympiacos, que conta também com os lusos José Sá e Cafú, luta ainda em três frentes: no campeonato, no qual ao cabo de 32 rondas ainda não perdeu, pode terminar a época invicto, na Taça da Grécia, em que está na final contra o AEK de Atenas, e ainda nos oitavos de final da Liga Europa, em que empatou a uma bola, na Grécia, contra os ingleses do Wolverhampton, de Nuno Espírito Santo, na primeira mão.

"Está tudo em aberto, será um jogo muito competitivo até ao último minuto", explicou o técnico sobre o jogo da segunda mão, com um grupo que tem "um sonho, que é ir longe" na competição.

Se "nada invalida" a possibilidade de sonhar, será necessário ao plantel "superar as dificuldades" perante o ‘Wolves', de Nuno Espírito Santo, outro técnico luso "a fazer um grande trabalho".

O segredo do título grego, o 45.º do Olympiacos e o primeiro de Pedro Martins, passa por um "trabalho de dois anos", que iniciou em abril de 2018, e por um grupo de trabalho que, entre jovens e experientes, gregos e alguns estrangeiros, teve uma união e "cumplicidade enorme" que o técnico de 49 anos não via "desde o Feirense", enquanto jogador.

Com contrato até 2022, Martins procura agora "conquistar mais títulos" na Grécia.

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Relacionadas

Pode gostar de ler

Na Primeira Página